Fisica nuclear

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1607 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade do Grande ABC

Eletrica e Eletronica Básica Aplicada
Prf. Paulo Ávila

A visão dos antigos gregos sobre a constituiçao da matéria.
O modelo atómico de Niels Bohr.

23 de Fevereiro de 2010

Bibliografia:
Sitios: www.wikipedia.com.br
www.rossetti.eti.br
www.algosobre.com.br
www.brasilescola.com.brwww.sbfisica.com.br

Nícolas Augusto Vacca RA:29296004
Engenharia Mecânica Bacharelado 3NA

A visão dos antigos gregos sobre a constituição da matéria.
Tudo começou com o pai do pensamento científico ocidental - Tales de Mileto, mais precisamente há 2.500 anos na Grécia antiga.
Foi neste período que ele viveu, na cidade grega de Mileto - onde fica a atual Turquia. Tales buscava a resposta paraa constituição básica de tudo que existe ao nosso redor, e formulou uma teoria. Ao contemplar as conchas marinhas encravadas muito acima do nível do mar concluiu -corretamente - que o nível do mar teria sido muito mais alto antigamente.

Ele também observava a chuva cair sobre o mar Egeu, e a névoa costumeira desta região. Com base em suas observações, ele concluiu que tudo era feito de água.Sua teoria dizia que tudo se originava de um único elemento, a água. Um de seus discípulos discordava de seu mestre - como todo bom discípulo. Para Anaxímenes o elemento do qual todo o resto deriva não era a água, e sim o ar. Ele dizia o seguinte: tudo era constituído
de uma substância básica que, quando rarefeita, constituía o ar. Logo tudo era ar, em uma fase de maior ou menor compressão.

Nacidade grega de Éfeso viveu por volta de 500 a.C. um grande filósofo da antiguidade: Heráclito. Ele tinha sua própria teoria para a grande diversidade de matéria ao nosso redor: tudo era originado pelo fogo, pois para ele a matéria está em constante mudança e o fogo é o agente desta mudança. Em uma colônia grega na ilha da Sicília, viveu por volta do século V a.C. o filósofo Empédocles. Para ele aidéia de que tudo era feito a partir de um único elemento não poderia estar correta; então ele propôs
que tudo era constituído não de um, mas de quatro elementos: ar, água, terra e fogo.

Aos nossos olhos modernos, poderíamos olhar os elementos básicos de Empédocles como sendo cada um deles representante de uma fase ou estado da matéria. O ar é a fase gasosa, a terra a sólida, a água alíquida. E o fogo?

O fogo também pode ser considerado como uma fase da matéria. Os gregos antigos não tinham como saber isto, mas o fogo não se enquadra em nenhuma das três fases citadas antes porque não tem as características das mesmas. Ele está em uma quarta fase da matéria chamada de plasma. A idéia de que tudo era formado destes quatro elementos foi duradoura, em parte porque foi defendida pelofilósofo que influenciou o pensamento humano durante mais tempo, Aristóteles, cujas idéias foram aceitas durante 2000 anos (as idéias de Galileu e Newton são aceitas há menos de 500 anos!).

Por este fato, os quatro elementos são ditos aristotélicos. Aristóteles ainda introduziu um quinto elemento, pois para ele os céus, que abrangiam
tudo que não estivesse no nosso planeta, não eram feitos dosmesmos elementos deste. Para Aristóteles os céus eram imutáveis, diferente da Terra, onde a matéria poderia sofrer modificações. O mundo celeste era preenchido por um quinto elemento - o ‘éter’ ou ‘quinta-essência’.

Chega então a pergunta feita por Leucipo, no século V a.C. Seus questionamentos eram: a matéria é contínua ou é constituída de unidades mínimas? Se pudéssemos cortar um corpo,chegaríamos a uma porção que seria indivisível? Leucipo acreditava que existia esta unidade mínima que seria indivisível, a qual ele chamou de ‘átomo’, que em grego significa ‘indivisível’. Sua idéia foi refinada por um discípulo chamado Demócrito.

Para ele, os átomos eram em número infinito e estavam em constante movimento. Existiria um número gigantesco de átomos diferentes, e estas diferenças...
tracking img