Fisica experimental i

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1332 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CENTRO UNIVERSITÁRIO DE JOÃO PESSOA COORDENAÇÃO DE ENGENHARIA CIVIL




Professor:
Disciplina: Física Geral e Experimental I
Grupo:
Período: 2012.2°
Turma: D
Turno: Tarde





Relatório de Física Experimental

SobreCOMPOSIÇÃO E DECOMPOSIÇÃO DE FORÇAS COPLANARES






João Pessoa, 23 de Outubro de 2012







COMPOSIÇÃO E DECOMPOSIÇÃO DE FORÇAS COPLANARES



Relatório de atividade de Física Experimental I apresentado ao Centro Universitário de João Pessoa, como requisito parcial da nota relativo ao 2º Estágio, na disciplina de Física Geral e Experimental I do curso de Engenharia Civil.João Pessoa
2012

LISTA DE TABELAS


TABELA 1: Anotação dos dados do experimento .9
TABELA 2: Anotação dos resultados do experimento........................................................10



LISTA DE FIGURAS

FIGURA 2. Ilustração dos componentes...................................................................................... 8
FIGURA 2. Decomposiçãodas forças ângulo de 60°..................................................................11

FIGURA 3. Decomposição das forças ângulo de 90°....................................................................12

FIGURA 4. Decomposição das forças ângulo 120°.......................................................................12






SUMÁRIO

I.Objetivos..............................................................................................................................5
1 INTRODUÇÃO 6
2 FUNDAMENTAÇÕES TEÓRICAS ......7
3 MATERIAIS E MÉTODOS 8
3.1 MATERIAIS 8
3.2 PROCEDIMENTOS 9
4 RESULTADOS. 10
5 DISCUSSÃO DO RESULTADO........................................................................................11/12
6 CONCLUSÃO 13
REERÊNCIAS 14
II.Anexos…………………………………………………………………...……………….15
I. Objetivo:



• Objetivo Geral:

Através de atividades realizadas com uma mesa de forças, identificando à equilibrante, de um sistema de duas forças colineares ou não.

• Objetivo Específico:
Calcular as forças resultantes, através de métodos gráficos, análise matemática e comprovar o efeito no módulo da força resultante.1. INTRODUÇÃO

No dia 16 de outubro de 2012, a experimentação realizada foi em virtude da Composição e decomposição de forças coplanares, onde posicionamos os dois dinamômetros superiores de modo a formarem um ângulo de 120° entre si. Movimentando o dinamômetro inferior até conseguir o seu alinhamento vertical no ponto central (ponto de aplicação das forças), este dinamômetrotornará possível determinar a direção, o sentido e o módulo da força equilibrante Fe cujas componentes são tensões F1e F2

Forças são definidas como grandezas vetoriais na Física. Com efeito, uma força tem módulo, direção e sentido, obedecendo às leis de soma, subtração e multiplicação vetoriais da Álgebra. Este é um conceito de extrema importância, pois mostra o movimento ou comportamento deum corpo, pode ser estudado em função da somatória vetorial das forças atuantes sobre ele, e não de cada uma individualmente. Por outro lado, para obter forças resultantes, utiliza-se a lei dos cossenos e a regra do paralelogramo. Qualquer ponto material fica em equilíbrio quando exerce sobre ele uma força F, mostrando que o módulo de F seja tal que F = P. Temos assim, atuando sobre o ponto, duasforças de mesmo módulo, mesma direção e sentidos contrários que a resultante das forças atuantes nesse ponto é nula. Pela primeira lei de Newton, é provado que todo ponto material estará em repouso ou em movimento retilíneo uniforme. Se o sistema está em equilíbrio e não apresenta movimento, conclui-se que nenhuma força resultante age sobre ele. Assim, a força equilibrante anula...
tracking img