Financeiro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1090 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
HISTÓRICO DA AREZZO

A história da marca começou em 1972, na cidade de Belo Horizonte, estado de Minas Gerais, quando os irmãos Anderson e Jefferson Birman, então dois jovens com apenas 18 e 21 anos, fundaram uma fábrica de calçados. O nome da empresa foi escolhido, literalmente, a dedo. Tendo em mãos um mapa da Itália, país que nos anos 70 exercia uma grande influência na moda mundial, osirmãos apontaram ao acaso para um lugar, que era a cidade de Arezzo, na ensolarada região da Toscana.
Inicialmente voltada à produção de sapatos masculinos, a empresa vendia seus produtos às lojas multimarcas. Em seguida direcionou-se ao mercado de sapatos femininos. Nesta mesma época, abriram também uma loja - Gipsy, num bairro da moda de Belo Horizonte, a Savassi, vendendo sapatos masculinos. Atéentão a cidade não tinha nenhuma loja, tipo butique, vendendo apenas sapatos masculinos.
A idéia da butique de sapatos deu certo, mas acabou direcionada para o público feminino, e conseqüentemente a produção da fábrica acompanhou a demanda do mercado.
Em 1974, a empresa abriu sua primeira loja de sapatos femininos, focada em aspectos como design e estilo. Seu primeiro sucesso foi a sandáliaanabela revestida de juta, um lançamento de verão, que virou mania nacional em 1977. Na década de 80, consolidou-se como uma fábrica de sapatos com capacidade produtiva de dois milhões de pares por ano.
No começo dos anos 90, os custos industriais de Belo Horizonte tornaram-se proibitivos – e os irmãos Birman começaram a planejar o movimento que os levaria a reinventar sua empresa. Desativaramgradualmente as linhas de produção, colocaram de pé o modelo de terceirização industrial no Vale dos Sinos e, como ponto final, transferiram o cérebro criativo da empresa para Campo Bom, Rio Grande do Sul, no centro do maior complexo calçadista do Brasil. A partir deste momento, a AREZZO mudou seu foco de fabricante de sapatos para administradora de uma grande rede de varejo de sapatos concentrando-se nodesenvolvimento de conceitos de marca e moda e nos seus canais de distribuição.
Nos anos seguintes a AREZZO seguiu inovando e oferecendo às suas consumidoras produtos de qualidade, sempre em dia com a moda. Em 2004, como mais um esforço de firmar de vez a AREZZO com uma marca fashion, a empresa contratou como garota-propaganda a modelo Eletra Rossellini. Outra ação foi o lançamento de uma coleçãoque buscava expressar a tendência retro, com grande valorização das peças “vintage” (coleções antigas com valor estético e cultural). Um dos trunfos era o giro das mercadorias nas lojas, com o lançamento de quatro novos modelos por dia. Em 2005, a AREZZO recebeu o título de melhor franquia do Brasil, segundo pesquisa feita pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).
Em 2007, depois de comprar aparticipação do irmão na empresa, que Anderson arquitetou a união com a Schultz (fundada por seu filho Alexandre em 1995), originando o GRUPO AREZZO, e vendeu 25% da nova empresa por R$ 76.3 milhões para a Tarpon, gestora de recursos que administra US$ 1.1 bilhões.
A partir daí, o grupo passou a apostar na diversificação de marcas, criou uma nova grife de luxo com o nome de Alexandre Birman e o projetode uma nova marca está sendo implantado. A idéia é cobrir todos os segmentos: a AREZZO, sapatos que custam, em média, R$ 160; a Schultz, calçados com um apelo mais fashion a um preço médio de R$ 230; e a Alexandre Birman, uma marca cujo nicho de mercado é o luxo, ostenta modelos de produção mais artesanal, com preços que variam de R$ 400 a R$ 800. Os novos passos do grupo se darão por meio daextensão da grife AREZZO para as linhas Uomo, com sapatos masculinos, e Bambini, com produtos para crianças.
A marca mineira desembarcou na China em 2008 com planos ambiciosos: inaugurou quatro lojas em Xangai, e, até 2016, serão 300 lojas de marca própria no país - número bem superior às atuais existentes no Brasil. A AREZZO ingressou no mercado chinês para vender sapatos, não para produzi-los. No...
tracking img