Filtros agricolas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (409 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
AULA 2

SOCIEDADE E DIREITO

Se o homem é um ser social, pacífico, não pode ou não consegue viver isolado, tem-se então o fenômeno social.  
Para ser possível a vida em sociedade éfundamental ordem, e sem ela, a sociedade não subsistiria. Tem-se então o fenômeno jurídico. 
  Sociedade e Direito são entidade congênitas e que se pressupõe, ou seja, nascem no mesmo momento.CONCLUSÕES:  Desde a família percebe-se o propósito da existência de regras. O Direito surge como fenômeno humano e social uma vez que não se dirige ao homem isolado. “A sociedade sem Direito nãoexistiria, não resistiria, seria anárquica e teria seu fim.”  
“Ubis societas, ib jus; ubi jus, ib societas”     Onde está a sociedade está o Direito, onde está o Direito está a sociedade

DIREITO EMORAL:

Direito e Moral são inegavelmente distintas e autônomas, porém, o Direito sofre influencia da moral.
Foro íntimo e Foro externo: A moral é o instrumento de controle social que está preocupadocom o aperfeiçoamento humano (questão de foro íntimo). O Direito está preocupado com a segurança pública (questão de foro externo).
Campo natural: É a idéia do bem comum. Sugere o comportamento naturaldo ser humano, a idéia do bem invariável no bem e no espaço.
Campo positivo: É a idéia do bem particular. Quando alguém faz ou deixa de fazer algo, de forma autônoma (vontade livre) consultando aprópria consciência.

DIREITO E RELIGIÃO: Direito e religião tem a idéia do bem comum.

Distinções formais dos instrumentos de controle social:   Direito, moral E religião

||DIREITO |MORAL |RELIGIÃO |
|1 - Coerção |SIM |NÃO |NÃO |
|2 - Bilateralidade |SIM|NÃO |NÃO |
|3 - Heteronomia |SIM |SIM / NÃO |NÃO / SIM |
|4 - Sanção |SIM |NÃO |NÃO...
tracking img