Filosofia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3482 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
SÍNTESE DO LIVRO INICIAÇÃO À HISTÓRIA DA FILOSOFIA: DOS PRÉ- SOCRÁTICOS A WITTGENSTEIN AUTOR: DANILO MARCONDES





BELO HORIZONTE
2011
O livro Iniciação à história da filosofia: dos pré-socráticos a Wittgenstein, 304 páginas, editora Jorge Zahar, Rio de Janeiro, 2004, do autor Danilo Marcondes é dividido em quatro partes,sendo elas: filosofia antiga, medieval, moderna e contemporânea, onde situa pensadores e correntes filosóficas em seu contexto histórico, discute idéias e conceitos, e quando necessário cita textos mais relevantes dos filósofos em questão.

PARTE 1. FILOSOFIA ANTIGA

1.1 O Surgimento da Filosofia na Grécia Antiga
A filosofia nasce na Grécia antiga, por volta do sec. VI a. Pode-sedizer que a filosofia é tida como pensamentos, por exemplo, visões próprias da natureza e maneiras diversas de se explicar os fenômenos e processos naturais, pensamentos estes que surgiram com Tales de Mileto inaugurando o pensamento filosófico. Antes da cultura grega havia o pensamento mítico, seus elementos centrais são: apelo ao sobrenatural, ao mistério, ao sagrado e a magia para se explicara realidade em contrapartida com o pensamento filosófico-científico, que busca a explicação do mundo natural baseado essencialmente em causas naturais, chamado naturalismo.
Características do pensamento filosófico-científico: Noção de Physis (natureza), Arqué (elemento primordial). Água Tales de Mileto, Ar Amaxímenes, Apeiron Anaximano, Fogo Heráclito, Átomo Demócrito, Terra, água ar e fogoEmpédocles, Cosmo, o mundo natural, ordenação racional e hierárquica _ Logos que significa discurso racional e argumentativo _ Caráter crítico as verdades não eram absolutas e definitivas, eram passíveis de discussão.
1.2 Filósofos Pré Socráticos
Escola Jônica: Representantes são: Tales de Mileto, Anaximandro, Anaxímenes, e Heráclito e Xenófanes. Estes explicavam o mundo comoresultante do desenvolvimento cíclico de uma natureza comum a tudo o que existe, Physis.
Tales de Mileto: Caracterísitas: Água como elemento primordial, princípio explicativo de todo processo primordial. Caráter crítico de sua doutrina, admitindo ou mesmo estimulando que seus discípulos desenvolvessem outros pontos de vista e adotassem outros princípios explicativos.
 Anaximandro: Afirmouque a origem de todas as coisas seria o apeíron, o infinito, tendo sido talvez o primeiro a usar a noção de arque.
Anaxímenes: Explicou a origem do universo ou arché a partir de  uma substância única fundamental. Refutando a teoria da água de Tales, e do ápeiron de Anaximandro, Anaxímenes ensinava que essa substância era o ar infinito, pneuma ápeiron.
Xenófanes: Atribui-se a ele afundação da escola de Eléia. Atacou o antropomorfismo típico da tradição religiosa grega e defendeu a idéia de um deus único que, segundo alguns se identificam com a própria natureza. Elemento primordial é a terra.
Escola Italiana: Caracteriza-se por uma visão de mundo mais abstrata, menos voltada para o naturalismo da realidade. Fundador Pitágoras. Segundo o pitagorismo, essência, oprincípio primordial da realidade é representado pelo número, isto é, pelas relações matemáticas.
Escola Eleática: Parmênides de Eléia. A substância, o princípio primordial das coisas, é o ser um, o imutável, eterno. Empédocles De Agrigento divide o ser uno dos Eleatas em quatro elementos fundamentais: terra, água, ar e fogo.
Anaxágoras de Clazômena concebe a realidade como constituída poruma infinidade de partículas mínimas, eternas, e imutáveis (homeomerias).
Escola Atomista: Iniciada por Leucipo e supunha que a matéria seria constituída por átomos e vácuo. Demócrito de Abdera acreditava estarem os átomos em constante e violenta agitação, chocando- uns com os outros, e transmitindo movimento.
1.3 Sócrates e os Sofistas
Sofistas: Protágoras, Górgias, Hipias,...
tracking img