Filosofia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1386 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A FILOSOFIA DO PENETRAL
Ariano Suassuna

Há muito tempo que eu desejava me instruir sobre aquela profunda Filosofia
clementina, para me ajudar em meus logogrifos. Por isso, avancei:
- Clemente, esse nome de "penetral" é uma beleza! É bonito, difícil, esquisito, e, só por
ele, a gente vê logo como sua Filosofia é profunda e importante! O que é que quer dizer
"penetral", hein?
Clemente, àsvezes, deixava escapar "vulgaridades e plebeísmos" quando falava,
segundo sublinhava Samuel. Naquele dia, indagado assim, respondeu:
- Olhe, Quaderna, o "penetral" é de lascar! Ou você tem "a intuição do penetral" ou não
tem intuição de nada! Basta que eu lhe diga que "o penetral" é "a união do faraute com o
insólito regalo", motivo pelo qual abarca o faraute, a quadra do deferido, o trebelhoda
justa, o rodopelo, o torvo torvelim e a subjunção da relápsia!
- Danou-se! - exclamei, entusiasmado. - O penetral é tudo isso, Clemente? -Tudo isso e
muito mais, Quaderna, porque o penetral é o "único -amplo"! Você sabe como é que "a
centúria dos íncolas primeiros", isto é, os homens, sai da "desconhecença" para a
"sabença"?
- Sei não, Clemente! - confessei, envergonhado.
- Bem, então,para ir conhecendo logo o processo gavínico de conhecimento
penetrálico, feche os olhos!
- Fechei! - disse eu, obedecendo.
- Agora, pense no mundo, no mundo que nos cerca!
- O mundo, o mundo... Pronto, pensei!
- Em que é que você está pensando?
- Estou pensando numa estrada, numas pedras, num bode, num pé de catingueira, numa
Onça, numa mulher nua, nu m pé de coroa-de-frade, no vento, napoeira, no cheiro do
cumaru e num jumento trepando uma jumenta!
- Basta, pode abrir os olhos! Agora me diga uma coisa: o que é isto que você pensou?
- É o mundo!
- É não, é somente uma parte dele! É "a quadra do deferido", aquilo que foi deferido a
você, como "íncola"! É "o insólito regalo"! É "o côisico", dividido em duas partes: a
"confraria da incessância" e "a força da malacacheta",representada, aí no que você
pensou, pelas pedras. Agora pergunto: tudo isso pertence ou não pertence ao penetral?

- Não sei não, Clemente, mas pela cara que você esta fazendo, parece que pertence.
- Claro que pertence, Quaderna! Tudo pertence ao penetral! Tudo se inclui no penetral!
Entretanto, para completar "o túdico" você, na sua enumeração do mundo, deixou de se
referir a um elementofundamental, a um elemento que estava presente e que você
omitiu! Que elemento foi esse, Quaderna?
- Sei não, Clemente!
- Foi você mesmo, "o faraute"!
O Faraute não, o Quaderna! - disse eu logo, cioso da minha identidade.
- O Quaderna é um faraute! - insistiu Clemente.
Como aquilo podia ser alguma safadeza, reagi:
- Epa, Clemente, vá pra lá com suas molecagens! Faraute o quê? Faraute uma porra!Faraute é você! Não é besta não?
- Espere, não se afobe não, homem! Faraute não é insulto nenhum! Eu sou um faraute,
você é um faraute, todo homem é um faraute!
- Bem, se é assim, está certo, vá lá! E o que é um faraute, Clemente?
- Ora, Quaderna, você, leitor assíduo daquele Dicionário Prático Ilustrado que herdou d e
seu Pai, perguntar isso? Vá lá, no seu querido livro de figuras, queencontra! "Faraute"
significa "intérprete, língua, medianeiro"! O curioso é que "a quadra do deferido" e o
"rodopelo" pertencem ao penetral, mas o faraute, seja "nauta -arremessado" ou "tapuiaerrante", também pertence! Não é formidável ? É daí que se origina "o horrífico
desmaio", o "tonteio da mente abrasada"! Inda agora, quando pensou no mundo, você
não sentiu uma vertigem não?
- Acho que não,Clemente!
- Sentiu, sentiu! É porque você não se lembra! Quer ver uma coisa? Feche os olhos de
novo! Isto! Agora, cruze as mãos atrás da nuca! Muito bem! Pense de novo naquele
trecho do insólito regalo em que pensou há pouco! Está pensando?
- Estou!
- Agora, me diga: você não está sentindo uma espécie de tontura não?
Eu, que sou impressionável demais, comecei a oscilar, sentindo uma tonteira...
tracking img