Filosofia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1733 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de maio de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
Durante muito tempo, filósofos estudaram a questão da sociabilidade humana, supondo que os homens viviam num passado remoto originalmente em estado de natureza e teriam renunciado à liberdade para viver em sociedade. Esses filósofos foram conhecidos como: contratualistas, como Hobbes.

Em primeiro lugar, os homens estão em contínua competição pela honra e pela dignidade, o que não ocorre entreessas criaturas; consequentemente, surgem entre os homens a inveja e o ódio e, por fim, a guerra; entre as criaturas não é assim. Em segundo lugar, com os outros homens (...)Sobre esse assunto, considere as afirmações a seguir.
II. Há uma inclinação natural humana para os
conflitos.
III. Os homens seriam, segundo o filósofo, marcados
por um egoísmo natural.

O acordo que se produz entre ascriaturas é natural, enquanto o acordo entre os homens é apenas pactual, ou seja, artificial; portanto não surpreende que (além do pacto) exijam algumas coisas uns dos outros para tornar o acordo constante e duradouro – ou seja, um poder comum que os constranja e dirija as suas ações para um benefício comum. A frase de Hobbes expressa: a vida social é um artifício.

Sobre a vida social,considere as afirmações a seguir.
I. Na concepção moderna, ao contrário do que
pensavam os contratuailistas, a vida em
sociedade tem um fim em si mesmo.
III. A Filosofia investiga a natureza política e moral
da convivência entre os homens.

Segundo as ideias de Hobbes, considere as afirmações a seguir.
-Somente as criaturas não humanas distinguem os interesses públicos dos privados.
-Somente alinguagem humana torna a mentira possível.
-O pacto em que se baseia a sociedade é artificial.

Pelo trabalho, o homem aprende a conhecer as suas próprias forças e limitações, desenvolve a inteligência, as habilidades, impõe-se uma disciplina, relaciona-se com os companheiros e vive os afetos de toda relação. Nesse sentido, dizemos que o homem se autoproduz, pois ele se modifica e se constrói apartir de sua ação. E nesse movimento tece sua liberdade. O homem se faz a si mesmo por meio do trabalho não alienado.

O amor sempre foi objeto de especulação filosófica. O conceito de amor pode implicar uma relação, ou seja, o amor, nesse caso, não é unilateral, mas um sentimento mútuo compartilhado, em que não se faz a clara distinção entre o objeto e o sujeito.

Platão escreveu umaapologia sobre o amor chamada O Banquete.
I. Para Platão, o homem porta um impulso
nostálgico, pois a alma preexiste e tem sua
origem num mundo de idealidades
III. Para esse filósofo grego, há, nos homens, um
bem ansiado de ordem metafísica e dele nasce o
Eros.

O amor também está no centro da Filosofia e tradição religiosa cristã. O Professor Anderson Pereira da Cruz escreveu: "A Bíblia nos dáuma grande tradução para o amor em II Coríntios 13. O amor é diferente de sexo. O sexo é um complemento do amor no matrimônio, namoro ou noivado. O amor busca o bem da (o) parceira (o), busca a verdade, a fidelidade, a comunhão. O amor não se ufana, não se irrita por qualquer motivo".Segundo o texto, conclui-se que: o amor genuíno é o desejo de fazer o bem ao outro.

Para Freud, ocorre umaambivalência de sentimentos e explicamos o fato, provavelmente de maneira demasiadamente racional, por meio das numerosas ocasiões para conflitos de interesse que surgem precisamente em tais relações mais próximas. Na realidade, para esse pensador, essa ambivalência ocorre quando: a hostilidade é dirigida às pessoas que mais
amamos, após certo convívio íntimo.






A Filosofia nunca deixou deinterpretar a sociedade, a convivência humana, imposta pela própria natureza antropológica, pois o homem é um ser social e a vida em sociedade tem um fim em si mesmo. a Filosofia nunca deixou de interpretar a sociedade, a convivência humana, imposta pela própria natureza antropológica, pois o homem é um ser social e a vida em sociedade tem um fim em si mesmo.

Na vertente contra os filósofos...
tracking img