Filosofia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3340 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1. AS ORIGENS DA FILOSOFIA


Arte e filosofia são duas atividades distintas, uma não substitui a outra. Mas, apesar de diferentes, existe um parentesco, uma relação entre elas enquanto forma de conhecimento. Entre as características desse parentesco, podemos citar

I. atividade situada, comprometida com a razão.
II. sentimento de admiração em relação ao mundo e a vida
III. reconhecimentodo não-saber e necessidade de busca-lo.
IV. demonstração lógica e criteriosa dos conceitos
V. atividade de construção, em busca de significados.

Estão CORRETAS as afirmativas


A I, II, III
B I, III, IV
C I, II, III, V
D II, III, V
E II, III, IV, V




2. O MILAGRE GREGO


“[...] ao contrário dos humanos, seres terrenos, os deuses são princípios celestes;à diferença dos mortais, escapam à velhice e à morte. Escapam à morte, mas não são eternos nem estão fora do tempo: em princípio pode-se saber de quem cada divindade é filho ou filha. A imortalidade, esta sim, está indissoluvelmente ligada aos deuses que, por oposição aos humanos mortais, são frequentemente designados de ‘os imortais’ e constituem, em sua organização e em seu comportamento, umasociedade imortal de nobres celestes”. (José Américo Motta Pessanha, introdução ao livro “Os Pré-Socráticos” da editora Nova Cultural, 1999)

O trecho faz referência à sociedade de imortais descrita principalmente pelas epopeias de qual período da antiguidade grega?

A Período Helenístico
B Período Homérico
C Período Clássico
D Período Alexandrino
E PeríodoSocrático




3. O MILAGRE GREGO

Denominamos “milagre grego”, o nascimento da Filosofia no Ocidente aliada aos fenômenos ocorridos na arte, na arquitetura, no teatro, na poesia, na política e na ciência. Podemos dizer que a primeira característica da filosofia grega , neste momento, foi

A buscar um elemento comum à diversidade do mundo
B desvendar o primordial e o original quefunda a physis
C superar a mentalidade mítico-religiosa
D superar a mentalidade puramente racional e lógica
E desvendar os mistérios do processo que regula a natureza.


4. OS FILÓSOFOS DA NATUREZA

“Este mundo, o mesmo de todos os (seres), nenhum deus, nenhum homem o fez, mas era, é e será um fogo sempre vivo, acendendo-se em medidas e apagando-se em medidas”. (“OsPré-Socráticos”, editora Nova Cultural, 1999)

O fragmento permite-nos colocar em evidência o seguinte aspecto das reflexões dos pré-socráticos:

A O problema da mudança.
B O problema da alma.
C O problema da excelência (Arete).
D O problema da unidade.
E O problema do ser.






5. O TEATRO GREGO E A FILOSOFIA


|“Ouvi dizendo|Muito bem. Se, meu filho, conseguires |
|que dois tipos de lógica lá se ensinam. |esta segunda lógica aprender, |
|Uma delas chamada filosófica |não terei de pagar uma moeda|
|ou lógica mora, outra chamada |de todas essas dívidas mofinas |
|de lógica sofística ou socrática. |que só por tua causa contraí” |


(Aristófanes, em “AsNuvens”)

A passagem acima é recortada da comédia “As Nuvens” de Aristófanes, dramaturgo ateniense contemporâneo de Sócrates. A maneira de filosofar de Sócrates parece ter sido propositalmente colocada por Aristófanes ao lado da tradição sofista, uma tradição que, pelo menos desde Platão, convencionou-se classificar de modo distinto da filosófica. A principal diferença entre a tradição...
tracking img