Filosofia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1130 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1- Tipos de conhecimento:
O conhecimento é sempre uma relação daquele que conhece (sujeito) com o que é conhecido (objecto). No entanto o objeto nem sempre é o mesmo, e consoante esse objeto muda, o tipo de conhecimento muda.
Existem 3 tipos de conhecimento:
-o conhecimento de como realizar uma atividade (saber-fazer): no saber-fazer enuncia-se qualquer coisa que alguém sabe fazer. Todosnós, melhor ou pior, temos conhecimento deste tipo, embora não tenhamos sempre os mesmos.
-o conhecimento por contacto, ou conhecimento de objetos, é um conhecimento imediato e directo de algo exterior ao sujeito como por exemplo: conhecer o que é ter um choque, resultou de o ter já sentido. Este conhecimento já não é o de como fazer algo, mas de um objeto e de uma qualquer entidade.
-oconhecimento proposicional ou conhecimento de verdade, é aquele que permite saber se uma proposição e verdadeira ou falsa.

2- O conhecimento proposicional
2.1. condições necessárias para haver conhecimento
Para que uma proposição seja considerada conhecimento e necessário:
- QUE A PROPOSIÇAO SEJA VERDADEIRA: A verdade e necessária para o conhecimento. Só podemos conhecer o que e verdadeiro, emesmo que eu conheça que o que tinha dito é falso, é saber uma verdade acerca de uma falsidade (é verdade que a minha crença era falsa). Para possuir conhecimento é necessário que acreditemos que uma proposição descreve corretamente um estado de coisas no mundo. Não faz sentido dizer que alguém conhece algo se não exprime nenhum pensamento ou ideia acerca do assunto.
- QUE A PROPOSIÇAO SEJA UMACRENÇA: o conhecimento implica a crença. Não podemos conhecer algo, se não acreditarmos. Por exemplo seria estranho dizer que se conhece a proposição “a lua é um satélite natural da terra” e não acreditar nessa proposição.
(o conhecimento implica a crença mas a crença não implica o conhecimento. Podemos acreditar em algo que até pode ser verdade e contudo não conhecer isso em que acreditamos)
Então:o conhecimento é uma crença verdadeira
- QUE A PROPOSIÇAO SEJA UMA CRENÇA VERDADEIRA JUSTIFICADA: só podemos conhecer se tivermos provas ou razoes que justifiquem a nossa crença de que algo é verdade.

2.2 Formas de justificação do conhecimento
Quando se fala da tentativa de provar ou de justificar as nossas crenças verdadeiras, dois tipos de justificação são frequentes:
- CONHECIMENTOA PRIORI: justificação que se faz independentemente da experiencia.
Ex: a soma dos ângulos internos de um triângulo e igual a 180 graus. Esta proposição é verdadeira e a sua verdade dispensa inspeções.
O conhecimento a priori e o que não depende da experiencia e a antecede.
- CONHECIMENTO A POSTERIORI: a justificação que se baseia na experiencia. O conhecimento a posteriori é o conhecimento quedepende da experiencia ou de observação.
2.3 A objeção de Edmund Gettier
Durante muito tempo, a teoria tripartida do conhecimento (crença verdadeira justificada) parecia aceitável.
Segundo gettier estas condições são necessárias para que haja conhecimento, mas não são suficientes. Podemos ter crenças verdadeiras justificadas e mesmo assim, não ter conhecimento proposicional.
Gettierapresentou duas experiencias mentais que afirma serem contra-exemplos e que mostram que a teoria da crença verdadeira justificada não descreve adequadamente o conhecimento, uma vez que é possível deduzir proposições verdadeiras de proposições falsas.

3-Descriaçao fenomenológica do conhecimento
No ato de conhecer intervêm dois elementos opostos: o sujeito cognoscente e o objeto conhecido. Oconhecimento é a relação que se estabelece entre ambos. Um só faz sentido se o outro existir. O sujeito só é sujeito em relação a um objeto e o objeto só é objeto em relação a um sujeito. Um só é na presença e na existência do outro mas entre si não trocam “papeis”, são permutáveis.
O papel do sujeito é ativo, é conhecer o objeto e o papel do objeto é passivo, é ser conhecido pelo sujeito.
O...
tracking img