Filosofia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1100 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A Filosofia Moderna!

A FILOSOFIA MODERNA
O Humanismo Renascentista
• René Descartes é considerado o pai da modernidade. No entanto, não se pode encarar Descartes como um gênio isolado, que tenha surgido como um fungo matinal, da noite para o dia. • Ele foi preparado por um vasto movimento que mergulha suas raízes na própria Idade Média e se estende até o século XVI. Este movimento ficouconhecido como HUMANISMO RENASCENTISTA. “Penso, logo existo”



No humanismo renascentista, o indivíduo é visto como “valor absoluto”, a natureza como seu “ reino”, a historia como sua “ criação” e a arte como expressão de sua “ superioridade” sobre os demais serres da criação. Ao considerar o homem como “valor absoluto”, inicia-se um novo tipo de relacionamento com o sobrenatural, diante doqual vai desaparecendo o complexo humano de inferioridade. A razão torna-se a instância privilegiada de busca de sentido para as coisas em geral. A fé vai perdendo sua exclusividade e a filosofia declara sua autonomia diante da teologia.









Nesse momento pela primeira vez, desde os primórdios do Cristianismo, autores tratam de questões exclusivamente filosófico-cientificas, semapelos ao elemento religioso.
Aos poucos a Filosofia e a Ciência começaram a se separar. Alquimia, magia, astrologia e outros conhecimentos ocultos deixaram de ser suposições estranhas e, lentamente, foram dando origem à ciência experimental. Defendiam a tese de que cada tipo de conhecimento tem seu método próprio, seu campo de ação específico e, assim, sua autonomia. É assim que se inventou aimprensa, descobriu- se a pólvora e se chegou às Américas.







A Reforma Protestante


A Reforma Protestante foi um movimento reformista cristão iniciado no século XVI por Martinho Lutero, que, através da publicação de suas 95 teses, protestou contra diversos pontos da doutrina da Igreja Católica, propondo uma reforma no catolicismo. Lutero foi apoiado por vários religiosos egovernantes europeus provocando uma revolução religiosa, iniciada na Alemanha, e estendendo-se pela Suíça, França, Países Baixos, Reino Unido, Escandinávia e algumas partes do Leste europeu, principalmente os Países Bálticos e a Hungria. A resposta da Igreja Católica Romana foi o movimento conhecido como Contra-Reforma ou Reforma Católica, iniciada no Concílio de Trento







O resultadoda Reforma Protestante foi a divisão da chamada Igreja do Ocidente entre os católicos romanos e os reformados ou protestantes, originando o Protestantismo.



Um dos pontos de destaque da reforma é o fato de ela ter possibilitado um maior acesso à Bíblia, graças às traduções feitas por vários reformadores (entre eles o próprio Lutero) a partir do latim para as línguas nacionais.
Talliberdade fez com que fossem criados diversos grupos independentes, conhecidos como denominações. Nas primeiras décadas após a Reforma Protestante, surgiram diversos grupos, destacando o Luteranismo e as Igrejas Reformadas ou calvinistas (Presbiterianismo e Congregacionalismo).



Ser moderno significa:
a)

Valorizar o homem (antropocentrismo)

b)

Ser crítico, não aceitando passivamente ocritério da autoridade ou da tradição para a validação de uma ideia. Valorizar a experimentação.
Separar os campos da fé e da razão. Confiar na razão que, se bem empregada, permite o conhecimento objetivo do mundo e o seu domínio em benefício do homem.

c)
d) e)

A importância da dúvida


Tal como já referimos, a intenção de Descartes é começar tudo de novo, a partir de um princípio.Esse princípio tem de ser um conhecimento que resista a todas as nossas tentativas de o pôr em causa.
Se formos capazes de o encontrar, teremos a base que será o fundamento do sistema do saber que pretendemos firme, seguro e bem organizado, ou seja, será o conhecimento a partir do qual iremos encontrar outros conhecimentos que dele dependerão.



A importância da dúvida
Esse princípio deve...
tracking img