Filosofia pos katiniana

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2214 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FILOSOFIA
A FILOSOFIA PÓS-KANTINIANA(SEC.Xix)
Alunos:










ESCOLA:

DISCILINA:FILOSOFIA

PROFESSOR:

ALUNOS:

ANO/TURMA/TURNO:


A FILOSOFIA PÓS-KANTINIANA(SEC.XIX)






SUMÁRIO
INTRODUÇÃO
1.COMTE E A LEI DOS TRÊS ESTADOS
2.O IDEALISMO HEGELIANO
3.O MATERIALISMO MARXISTA
4.AGENEALOGIA SEGUNDO NIETZSCHE
5.A FENOMENOLOGIA
6.ESCOLA DE FRANKFURT
CONCLUSÃO









INTRODUÇÃO
.Neste trabalho você verá explicações dos temas da filosofia pós-kantiniana,que são muito importantes para o entendimento da filosofia.
.Você verá nesse trabalho os seguintes temas :Comte e a lei dos três estados,O Idealismo Hegeliano,O materialismomarxista,a genealogia segundo Nietzche,a fenomenologia e a escola de Frankfurt.Cada um com otimos pensadores e com ideias revolucionarias que marcaram época.














COMTE E A LEI DOS TRÊS ESTADOS
.Observando a evolução das concepções intelectuais da humanidade,Comte formula a lei dos três estados em que cada ramo de nossos conhecimentos passa por trêsestados históricos diferentes: o estado teológico, o estado metafísico e positivo.
.No estado teológicoos fenômenos sofrem ação direta e contínua de agentes sobrenaturais, entidades cuja vontade arbitrária explica todas as anomalias visíveis do universo. Portanto o espirito humano se volta para a investigação íntima dos seres e dos conhecimentos absolutos(as causas iniciais e finais dos efeitos quetocam o espirito humano).
.No estado metafísico, os agentes sobrenaturaissão substituídos por forças abstratas, entidades. O que caracteriza este estado são as abstrações personificadas que estão por natureza, ligadas aos diversos seres do mundo, e são concebidas com a capacidade de produzir todos os fenômenos observados e a explicação de cada fenômeno fica responsável a sua entidadecorrespondente.
.No estado positivo, o espírito humano reconhece a impossibilidade de obter noções absolutas e importar-se com o que se pode conhecer do fenômeno,através da observação e do bom uso do raciocínio. De agora em diante a explicação dos fatos deve-se ao que realmente se pode perceber dos mesmos e na ligação estabelecida entre diversos fenômenos e fatos gerais.
.Podemos ainda equiparar a lei dostrês estados com a evolução individual de cada ser humano: Estado Teológico equivale à infância, Estado Metafísico a adolescência e o mais completo dos estados o Positivoequipara-se à fase adulta.
.Comte o pai da sociologia fez uma classificação das ciências levando em consideração seu grau de complexidade, abstração e cronologia. Partindo disso temos matemática, astronomia, física, química ebiologia, sendo a matemática a mais simples e abstrata e a sociologia mais complexa e concreta, definida pelo próprio Comte como uma física social, porém através da biologia explica a sociedade como um organismo coletivo, onde o indivíduo, subordinado à consciência coletiva, pouco intervém na sociedade que possui uma ordem permanente e gira em torno de instituições constantes como a propriedade,família, o trabalho, a pátria, religião. Opondo-se às reformas radicais da Revolução Francesa, Comte opta pela reconstrução, porém instituindo a ordem de maneira soberana, sendo que aqui ordem significa “arranjo” e “mando” dando a concepção de que o positivismo passa a enfrentar a sociedade individualista e liberal, através da ordem e progresso, e é exatamente essa ideia de ordem que domina o processo desistematização da filosofia, levando-o a classificar as ciências e todo conhecimento em nichos isolados. Ele mesmo afirma: “Nenhum grande progresso pode efetivamente se realizar se não tende finalmente para evidente consolidação da ordem”.
.A história não é mais pensada como um vir-a-ser, e sim como uma sequência imóvel de estados definitivo, e a evolução surge como realização...
tracking img