Filosofia medieval

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1050 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de abril de 2010
Ler documento completo
Amostra do texto
FILOSOFIA MEDIEVAL

É comum se ouvir falar em trevas e barbárie quando alguém se refere à Idade Média, por vezes com uma expressão de escárnio e desprezo. Ao contrário do que diz este preconceito herdado dos iluministas, tanto a filosofia quanto a ciência moderna devem muito à Idade Média e à sua monumental Escolástica.

A Pré-Escolástica

Ao final do século V, o que restava dos escombrosdo Império Romano era uma multidão dispersa de povos bárbaros e alguns fragmentos da cultura clássica, que só não desapareceram devido aos esforços dos monges copistas e dos grandes pensadores cristãos em Alexandria, Grécia e Roma. Os primeiros e conturbados séculos da Idade Média européia seriam dominados pelo pensamento de santo Agostinho, antigo responsável por solidificar a fé cristã sobre umasérie de elementos platônicos. Veremos a sua influência em autores como Boécio, Dionísio Areopagita e Escoto Erígena, bem como na tradição das artes liberais que fundamentaram o ensino medieval.

O Princípio

É difícil delimitar a origem da Escolástica porque jamais ela se estabeleceu como uma doutrina filosófica restrita. Diferente do que se pensa, havia no ambiente católico uma divergênciamuito viva em questões teológicas. Foi esse espírito do debate que acabou dando origem à corrente de atividades intelectuais, artísticas e filosóficas a que se convencionou chamar de Escolástica (do latim schola). É o século XII que vê essa valorização do saber refletida na criação das universidades e na ascensão da classe letrada. O monge agostiniano Santo Anselmo desponta como o primeiroescolástico seguido por Pedro Abelardo, Pedro Lombardo e Hugo de São Vítor.

O Auge

Eis que na segunda metade do século XII chegam às universidades as traduções hispânicas de versões árabes das obras de Aristóteles. É o grande choque cultural que muda o rumo do Ocidente e que catapulta a Escolástica para a sua "era de ouro" no século XIII, quando Agostinho deixa de ser o eixo do pensamento cristão, ea filosofia natural aristotélica se agiganta diante da teologia. Os mestres universitários adquirem fama e importância, os livros se multiplicam, e o modelo de ciência antiga começa a ruir. Robert Grosseteste e seu discípulo Roger Bacon trabalham a ideia de pesquisa científica, idealizando experimentos. As universidades de Paris, Oxford e Colônia testemunham os grandes debates e o surgimento deobras gigantescas. É o século de são Tomás de Aquino, Alberto Magno, são Boaventura e Duns Scotus.

A Disputa Escolástica

Possivelmente a maior contribuição da Escolástica à filosofia tenha sido o seu notável rigor metodológico e dialético. Os estudantes das principais universidades precisavam passar por exames que envolviam a disputa oral de argumentos, sempre regida pelo uso da lógica formale intermediada por um mestre. Pedro Abelardo se inspirou nesse método dialético e o aprofundou em sua obra Sic et Non, que virou referência para a resolução de problemas a partir da sucessão de afirmações e negações sobre um mesmo tópico. Para isso, era imprescindível uma definição satisfatória dos termos, que evitassem ambigüidades.

Tiveram muito sucesso nesse sentido os escolásticos, chegandoa criar palavras totalmente novas a partir das raízes do grego e do latim, o que acabou resultando no latim escolástico. A própria evolução das ciências se deve em grande parte ao desenvolvimento desse rigor terminológico.

A Relação entre Filosofia e Teologia

Entre os renascentistas e iluministas, criou-se a ideia de que a Escolástica havia se submetido a Aristóteles como um servo feudal securva ao seu mestre, o que os estudos do século XX desmentiram profundamente. A verdade é que, com a chegada da imensa obra de Aristóteles, foram surgindo naturalmente dois partidos nas universidades: os tradicionais, agostinianos e platônicos, que não admitiam a ideia de ciências autônomas em relação à teologia, e os "modernos" aristotélicos, fascinados a tal ponto com a investigação da...
tracking img