Filosofia - locke e hobbes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1733 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Data | DISCIPLINA |
| |

PROFESSOR |
|

CURSO | Semestre |
Comunicação Social | Primeiro |

ALUNO | PERÍODO |
| Noturno |

1. A lógica da política nada tem a ver com as virtudes éticas dos indivíduos em sua vida privada. O que poderia ser imoral do ponto de vista da ética privada pode ser virtù política. Maquiavel inaugura a idéia de valores políticos medidos pela eficáciaprática e pela utilidade social, afastando dos padrões que regulam a moralidade privada dos indivíduos. A partir desse ponto de vista, busque na obra do autor exemplos dessa distinção, entre princípios éticos e valores políticos, e a partir deles, e levando em conta os argumentos utilizados, tente explicar o fato de Maquiavel ter sido tratado como autor maldito.

2. “E os pactos sem espada nãopassam de palavras, sem força para dar qualquer segurança a ninguém”.“Os principais alicerces de qualquer Estado, seja ele novo, velho ou misto, consistem nas boas leis e nos bons exércitos”. “É que os homens geralmente são ingratos, volúveis, simuladores, covardes ante os perigos e ambiciosos de dinheiro. [...]. E o príncipe, se confiou plenamente em palavras e não tomou outras preocupações estáarruinado.” A primeira frase, de Hobbes, e as duas seguintes, de Maquiavel, possibilitam aventar um certo diálogo entre os autores. Colocando as frases no seu devido contexto, analise como cada um deles entende as relações entre as leis e o poder coercitivo do Estado.

3. “Consideramos estas verdades como evidentes por si mesmas, que todos os homens foram criados iguais, foram dotados pelo Criadorde certos direitos inalienáveis, que entre estes estão a vida, a liberdade e a busca da felicidade. Que a fim de assegurar esses direitos, governos são instituídos entre os homens, derivando seus justos poderes do consentimento dos governados; que, sempre que qualquer forma de governo se torne destrutiva de tais fins, cabe ao povo o direito de alterá-la ou aboli-la e instituir novo governo,baseando-o em tais princípios e organizando-lhe os poderes pela forma que lhe pareça mais conveniente para realizar-lhe a segurança e a felicidade”.
Este texto, retirado da Declaração de Independência dos Estados Unidos, mais do que semelhanças, aponta para uma influência direta do pensamento de John Locke. Discutindo o pensamento desse autor, a) aponte para as possíveis convergências entre os textos doautor e a Declaração, e; b) discuta a idéia de direito natural presente nesse autor.

4. Para Rousseau tanto quanto para Locke a questão da propriedade é central, ainda que por razões diferentes. Analise as relações possíveis entre propriedade, igualdade e liberdade nas obras desses dois filósofos e analise como a questão da justiça e do “direito” é pensada num e noutro autor para defender suasteses.

5. “Dizer que um autor é um clássico é afirmar que suas idéias permanecem. Significa dizer que suas idéias sobreviveram ao seu próprio tempo e, embora ressonâncias de um passado distante, são recebidas por nós como parte constitutiva de nossa realidade”. [Francisco Weffort].
Certamente, a despeito das distâncias de tempo e espaço, muitas das idéias dos autores estudados nesta primeiraetapa curso são ainda bastante influentes. Identifique algumas dessas idéias e tente avaliar as influências que elas tiveram ou ainda têm sobre o pensamento político atual.

6. Os autores contratualistas estudados nesta etapa do curso estruturam seus argumentos dentro de um mesmo esquema analítico: estado de natureza, contrato social e sociedade civil ou política. Faça uma breve exposição sobre comocada um deles estrutura, a partir de um esboço do homem natural, a legitimação do pacto e por que sugerem tipos de organização política distintas. Não se esqueça de explicar os argumentos que cada autor utiliza para justificar os conflitos existentes no estado natural e as motivações que os homens teriam para criar o tal pacto.
RESPOSTAS

1.
Nicolau Maquiavel foi um Autor que será sempre...
tracking img