Filosofia juridica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4545 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FILOSOFIA E SOCIOLOGIA JURÍDICAS

1. INTRODUÇÃO

Filosofia, Ciência e Senso Comum
• O senso comum diz, a ciência e a filosofia devem desdizer; o senso comum teme, a filosofia deve espantar o temor; o senso comum intui, a ciência e a filosofia banalizam; o senso comum aceita, a filosofia e a ciência repelem; a filosofia e a ciência dizem, o senso comum repele como ditames incompreensíveis,ou como assunto para especialistas.



• •

Deve-se grifar o fato de que o saber vulgar, seguido da estupefação e pelo desejo de saber, é a matriz de todo conhecimento científico ou filosófico; A filosofia é o exercício do pensamento que tem por finalidade o próprio exercício do pensamento e; A ciência é produto da necessidade, e surgiu à medida que a razão humana foi-se destacando comoforma de conhecimento, cálculo e domínio. É um esforço de controle racional, previsão e compreensão.

http://www.oabes.org.br/noticias/552526/

CONCEITO DE FILOSOFIA E SOCIOLOGIA


OBJETO DA FILOSOFIA E DA SOCIOLOGIA
• • FILOSOFIA: A existência humana, o sentido de vida. Toda investigação filosófica veicula uma determinada concepção do que seja existência humana e qual o seu sentido. É umaatividade que nos ensina como devemos pensar, como devemos viver e como devemos agir. É o desenvolvimento da capacidade de pensar o próprio pensamento. É um instrumento de investigação e reflexão sobre as ciências. SOCIOLOGIA: Investiga as relações que se estabelecem, entre as pessoas, numa comunidade, grupo social, ou grupos sociais diferentes.

FILOSOFIA: Desenvolvimento da capacidade depensar o próprio • pensamento. SOCIOLOGIA: Estudo objetivo • das relações que se estabelecem, consciente ou inconscientemente entre as pessoas que vivem numa comunidade ou num grupo social, • ou entre grupos sociais diferentes que vivem no seio de uma • sociedade mais ampla. •



BASES FILOSÓFICAS
CONCEITOS BÁSICOS DE FILOSOFIA
FILOSOFIA
PENSAR VIVER AGIR
ETHOS GUARIDA HOSP. INCONDICIONALÉTICA

VIRTUDE

HÁBITO MODO DE SER CARÁTER DEVER-SER
PROTEÇÃO PROCESSO DE HUMANIZAÇÃO

CAPACIDADE DE PENSAR O PRÓPRIO PENSAMENTO

CIDADANIA CIVIL CIDADANIA SOCIAL CIDADANIA ECONÔMICA

BASES SOCIOLÓGICAS
OBJETO DE ESTUDO DA SOCIOLOGIA
Ação social Coerção social Comunidade

Conflito social
Cooperação

Consenso
Difusão

Controle social
Divisão do trabalho

Estrutura socialFunção social

Grupo social

OBJETO DE ESTUDO DA SOCIOLOGIA
Instituição social Normas sociais Integração Interação Mobilidade social

Movimentos sociais

Socialização
Valores

Organização social
Status social

Papel social

FILOSOFIA E IDEOLOGIA
• “Sócrates compara a sofística à arte da cozinha que procura satisfazer o paladar, mas não se preocupa se os alimentos são benéficosao corpo” (Platão. Górgias). A sofística considera tudo a partir do útil. A filosofia, a partir da afeição à verdade das coisas. PROJETOS DA IDEOLOGIA: - Subjetividade. - Industrial de produção e consumo de bens úteis. - Niilismo. FUNÇÕES DA IDEOLOGIA: - A função de dissimulação - A função de dominação - A função de deformação

DEVER DA FILOSOFIA


• • • • • • • • •

• À filosofia cabepensar os problemas colocados por seu tempo. • Filosofar é dirigir um outro olhar sobre as coisas, sobre a realidade, a vida; é tentar conhecer através das aparências o que transcende tais aparências; • Filosofar é exercitar e tomar consciência sobre si mesmo diante da realidade social e histórica que nos envolve. • Filosofar é aceitar, reconhecer de pronto que vida é um paradoxo, um enigma, um sinala ser interpretado, um processo sem sujeito nem fim predeterminado” (Newton Aquiles von Zubem).

• Os métodos em ciências humanas, para lidar com os mais variados temas, não podem mascarar a assunção de tendências e muito menos ideologias. A neutralidade é utopia. • Direitos, deveres, poderes, faculdades, instituições, práticas burocráticas – questões de interesses humanos; com os próprios...
tracking img