Filosofia geral e juridica - caso ii

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (484 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Caso 1 - A democracia é um regime para retóricos
"Desde Platão, sabe-se que a democracia é um regime para sofistas e retóricos" disse Luiz Felipe Pondé, filósofo e psicanalista, professor daPUC-SP, nesta segunda-feira na Folha
(fonte: http://veja.abril.com.br/blog/ricardo-setti/tag/sofistas/)
Com base nesta citação, responda:
1. Qual a relação que podemos estabelecer entre os sofistas, aretórica e a democracia, no período socrático?

A relação que se pode fazer entre os sofistas, retórica e a democracia no período socrático e que em tal período não existia advogados para defendero cidadão, logo a pratica da retórica pelos sofistas deram o gás propulsor para a democracia, a fim de o cidadão poder ter o acesso a defesa, tal procedimento alicerce da democracia.

Caso 2 -Sócrates, o mestre em busca da verdade
Para o pensador grego, só voltando-se para seu interior o homem chega à sabedoria
e se realiza como pessoa.
O pensamento do filósofo grego Sócrates (469-399 a.C.)marca uma reviravolta na história humana. Até então, a filosofia procurava explicar o mundo baseada na observação
das forças da natureza. Com Sócrates, o ser humano voltou-se para si mesmo. Como diriamais tarde o pensador romano Cícero, coube ao grego "trazer a filosofia do céu
para a terra" e concentrá-la no homem e em sua alma (em grego, a psique). A preocupação de Sócrates era levar aspessoas, por meio do autoconhecimento, à sabedoria e
à prática do bem. Nessa empreitada de colocar a filosofia a serviço da formação do ser humano, Sócrates não estava sozinho. Pensadores sofistas, oseducadores
profissionais da época, igualmente se voltavam para o homem, mas com um objetivo mais imediato (...) Isso significava transmitir aos jovens não o valor e o método da
investigação, mas umsaber enciclopédico, além de desenvolver sua eloquência, que era a principal habilidade esperada de um político.
à prática do bem. Nessa empreitada de colocar a filosofia a serviço da formação do ser...
tracking img