Filosofia da antiguidade- pré- sócrates

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1463 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO
As atividades a seguir, mostram melhor o que abrange a Filosofia como ciência, pois é um ramo de conhecimento e também o estudo de problemas fundamentais relacionados à existência, ao conhecimento, à verdade, aos valores morais e estéticos, à mente e à linguagem.

Etapa nº 1
Filosofia da Antiguidade-Pré-Sócrates
A Filosofia é a desbanalização do mundo ou a desbanalização dobanal.
De um ponto de vista geral, ela é uma narrativa de desbanalização do banal. De um ponto de vista específico, ela é uma investigação que lida com os mecanismos que nos fazem tomar o aparente pelo real.
É um distanciamento para com o mundo, é aquilo que Aristóteles já dizia que a Filosofia é um espanto e admiração para como mundo, para com a natureza, e é de certo modo a forma pela qual algunshumanos se espantam com a realidade, principalmente com a realidade comum com aquilo que é o banal.
Neste ponto de vista, o banal quer dizer que ás vezes olhamos para uma situação, mas enxergamos uma outra diferente do que é a realidade, e quando algumas pessoas enxergam realmente o que é a realidade, ela está desbanalizando aquilo que é banal, começando então a filosofar, sendo este o princípioda Filosofia.
Etapa nº 2
Filosofia no Renascimento
A filosofia no Renascimento foi o período da história na Europa que está situada entre a idade média e o iluminismo.
Ele inclui o século xv, alguns estudiosos entendem o seu começo do século xvii sobrepondo à reforma e a idade moderna. Entre os elementos distintivos da filosofia do renascimento da educação e civilização clássica e um retor noparcial à autoridade de Platão sobre Aristóteles. O período foi marcado por transformações em muitas áreas da vida humana que assinalam o final da idade média e o início da idade moderna. Apesar de estas transformações serem bem evidentes, na cultura, sociedade econômica, política e religião, caracterizando a transição do feudalismo parte o capitalismo e significando uma ruptura com as estruturasmedievais, o termo é mais comunente empregado para descrever seus efeitos nas artes na filosofia e na ciência.
A filosofia faz sentido, seja para a vida individual, seja para a vida social, pois as consequências estão visivéis no dia-a-dia. Os efeitos da filosofia se dão no espirito e na cultura de um povo ou de um indivíduo. Em primeiro lugar temos aqueles indivíduos que consideram a filosofiacomo uma coisa inútil e que é produto de mentes diletantes.
Vê a filosofia como um alejamento do saber filosófico, por sua possibilidade de despertar a criticidade, devido a mesma condição de desvendar criticamente conceitos e valores que sustentam as ações individuais ou coletivas; Conduzindo a tomadas consciencias de novas posições.Uma segunda atividade, em relação a filosofia, constitui-se nana polidez com a qual,muitas vezes ela é admitida no seio da sociedade sem,contudo,ser levada a sério como deveria ser. Deve trazer consigo o material de reflexão necessário para produzir o concreto pensamento e colocando-o em ação.
Etapa n.º 3
Filosofia Moderna: Empirismo
A ação investigativa dá aos profissionais a oportunidade de pensar em si mesmos e ao seu fazer profissional. Isso requerdos profissionais disposições de analisar e refletir, de forma aberta e transparente, suas ações, seus dilemas e falsos dilemas, imbuídos pelo interesse em desenvolver uma ação planejada, resultante daquela reflexão, permitindo o enfrentamento de suas questões operativas principais. A intenção de desvelar as práticas ocultas do cotidiano só pode efetivar-se a partir da e na ação profissional.
Essemomento caracteriza-se pelo encontro com o desconhecido. Isto significa ir além do discurso parcial, fragmentado, pela simples reprodução do já produzido, mas descobrir algo que ainda não foi partilhado na construção do saber. Deste modo, a ultrapassagem da totalidade parcial para totalidade mais complexa no interior da prática se faz pela relação pensamento/realidade.
È na própria ação...
tracking img