Filos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2236 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Placozoa
Classificação

Reino: Animalia
Subreino: Parazoa
Filo: Placozoa
Grell, 1971 Género: Trichoplax
Espécie: T. Adhaerens

Trichoplax adhaerens é uma espécie animal, em forma de balão, com a cavidade corporal preenchida por fluido sob pressão. Trata-se de um animal marinho diminuto, que rasteja sobre o substrato através de seus cílios, e é composto de camadasepiteliais ventral e dorsal, contendo células mesenquimais frouxas. A reprodução é assexuada, por meio de fissão e por brotamento.
Esponja
REINO ANIMALIA
Filo Porífera
- Nome popular: esponjas, esponjas do mar.
Número de espécies vivas: cerca de 4000-5000
Distribuídas desde a zona de marés (intertidal) até as regiões oceânicas abissais (até 6000 metros de profundidade. Distribuição global, porémmais comuns em regiões quentes.

- Habitat:

. Aquáticas, principalmente marinhas, mas com representantes dulcícolas (somente família Spongillidae- cerca de 150 espécies)

- Forma de vida:

Animais sésseis com indivíduos isolados ou coloniais
Curiosidades:
. Algumas espécies (Euspongia sp.)são utilizadas como esponjas de banho desde a antiguidade.

Tipos morfológicos:

.Áscon-asconoíde: mais simples, cavidade única, forma de vaso
. Sícon- siconóide: cavidades internas (canais exalantes) resultado do dobramento das paredes do animal, em forma de dedos (digitiformes) e com coanócitos presentes
. Lêucon-leuconóide (ou Rágon): mais especializados, câmaras flageladas (câmaras vibráteis), epongiocele reduza ou ausente
Tipo de Célula

. pinacócitos: achatadas (pinna=prancha)revestimento corporal externo e interno
. porócitos: fluxo de água para o interior corporal
. coanócitos: movimentação da água (flagelo único; coano= funil) e captura do alimento
. amebócitos: indiferenciadas e totipotentes, originam os outros tipos celulares e vivem no mesohilo (mesênquima, camada intermediária e gelatinosa entre as paredes interna e externa da esponja); digerem e transportamalimento para outros tipos celulares
. Outros tipos celulares:
· miócitos: formam um anel contráctil no ósculo e nos poros. Também podem fazer com que as esponjas realizem deslocamentos lentos.

· escleroblatos: produzem as espículas minerais
· espongioblatos: produzem espículas de espongina
· arqueócitos: tipo de amebócito que transporta alimento e que também forma gametas

. Fluxo deágua: poros externos → canais → átrio → osculo → meio externo
- Digestão: intracelular
- Respiração e excreção: difusão direta água-célula
- Sistema circulatório e sangue, sistema nervoso e órgãos sensoriais ausentes

. Coléncitos: tipos celulares secretores de colágeno.

- Sustentação estrutural: esqueleto mineral formado por espículas calcáreas, silicosas ou orgânicas (espongina)

-Circulação da água: alimentação (filtração de partículas: plâncton) + respiração + excreção + reprodução

Reprodução

Assexuada:
· Brotamento (gemiparidade): brotos laterais se deslocam e formam novos indivíduos
· Gemulação: formas de resistência, comum em épocas de seca. Formadas por amebócitos indiferenciados (arqueócitos) envolvidos por parede rígida de espículas justapostas.
· Regeneração(Fragmentação): reconstituição do animal a partir de pequenas porções corporais.

... Se fragmentos de mais de uma espécie de esponja são mantidos juntos, ocorre a regeneração de uma esponja quimera com células de todas dessas espécies.
Sexuada

· Monóica (hermafroditismo) ou dióica (sexos separados)
· Hermafroditismo mas sem auto-fecundação
· Fecundação interna (espermatozóidestransportados até os óvulos no mesohilo) e indireta (o espermatozóide não penetra diretamente no óvulo)
· Desenvolvimento indireto: larvas livres e ciliadas (anfiblástula e parenquímula)
- Classificacao taxonômica:
- Classes:
. Calcárea: espículas calcareas
. Hexactinélidas: espiculas silicosas
. Demospongina: sustentação orgânica (espongina)- 90% das espécies conhecidas
Anêmonas do mar e Água...
tracking img