Filme

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1741 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
CENTRO UNIVERSITÁRIO DO ESPÍRITO SANTO – UNESC SILVIA HELENA DO NASCIMENTO

ENDOMARKETING E COMUNICAÇÃO APLICADO A GESTÃO DE PESSOAS

SERRA 2013

FILME: O DIABO VESTE PRADA

O Diabo veste Prada realmente foi um filme que me impressionou, pois acreditava que seria mais um filme bobinho de Anne Hathaway, entretanto é bem mais que isso, trata-se de um filme bem realista sobre os obstáculosencontrados no mercado de trabalho e o que as pessoas acabam fazendo pra crescer na vida. Meryl Streep é quem comanda com uma grande atuação. Em certo ponto de “O Diabo Veste Prada” a personagem de Meryl Streep pergunta, ou melhor, pergunta não – afirma – à mocinha do filme com toda certeza, arrogância, luxúria e calma do mundo: “Essa é a vida que todos querem”. A partir dessa frase e reconhecendoo semblante, perfil e personagens que a devida mocinha em questão, Anne Hathaway, costuma fazer em seus papéis, não fica difícil imaginar por quais caminhos o filme seguirá e a qual final chegaremos. Não sejamos tão pessimistas assim, afinal, não estamos tratando aqui de um filme qualquer, mas sim de um filme interessantíssimo que conta com uma inspirada atuação da atriz Meryl Streep em umaprodução que agrada desde o ignorante fashion até os exigentes jornalistas de moda.

Uma das primeiras questões que o filme aborda é justamente o que atrai tanta gente a esse mundo? Seria o glamour? Fama, sucesso, altos salários, sonhos, possibilidade de se trabalhar com seus ídolos? Qualquer que seja sua ambição, David Frankel procura tentar lhe dizer através de sua obra que o caminho no ninho decobras, interesses e coisas do tipo não será nada fácil. Seus preconceitos de hoje poderão se tornar a sua imagem de amanhã. E uma das coisas mais bacanas no filme é justamente acompanhar essa mutação pela qual a personagem principal passa do momento em que ela pisa em seu local de trabalho pela primeira vez até o final do filme. Uma mudança nada sutil. E ainda que ela tente re-assimilar sua antigapersonalidade, Hathaway passa por tantas transformações que nem mesmo na cena final conseguimos lembrar daquela apagada atriz do início.

2

O filme conta a história Andy Schs (Anne Hathaway), uma jovem menina interiorana que vai para New York atrás de um emprego na sua área, editorial de revistas de esporte, mas acaba mesmo começando a trabalhar como segunda assistente que, ninguém mais,ninguém menos, Miranda Priestly (Meryl Streep), editora principal da revista de moda Runway, uma das mais respeitadas no mundo. Como podemos adivinhar, o perfil de Miranda não é nada convencional, ou talvez até seja, para aqueles que não estão acostumados com os inflamados egos da moda.

Pessoalmente falando, foi difícil assistir ao filme, olhar para Hathaway e não lembrar de Audrey Hepburn. Decerta forma acho que até seja intenção do filme em traçar esse paralelo. Ao mesmo tempo que a semelhança aparentemente física seja bastante forte, o mesmo ainda não podemos dizer quanto a qualidade cinematográfica. Audrey é outro patamar. Mas de qualquer forma, um ótimo começo para Hathaway que significativamente surpreende ao afastar-se de atuações apagadas em filmes adolescentes como “O Diário daPrincesa”. Anne está sempre bem em cena, despojada ou muito bem vestida, sempre meiga e “alegre mesmo quando triste”, o que faz com que o público identifique-se com a personagem com leve facilidade.

No filme Anne está para MTV assim como Maryl Streep está para Oscar. Não há duvidas de que ela é a verdadeira estrela do filme. Meryl rouba absolutamente todas as cenas em que aparece. Um personagemforte que representa suas vontades através de gestos extremamente meticulosos e cuidadosos que revelam suas quase que corriqueiras opiniões frias e ditas sem pingo algum de simplicidade. Miranda Priestly é uma pedra que vai ficando “humanizada” a partir do momento em que Andy vai entrando em sua vida. Mas Meryl está tão excepcional em cena que mesmo nas seqüência – como a em que Andy descobre...
tracking img