Filantropia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4059 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
| |
| |
| |
|  |
|A filantropia no Brasil: |
|entre a caridade e a política de assistência social|
|Silvana Maria Escorsim* |
|  |
|A constituição da alcunha filantropiacomo expressão de determinado modo de relação social, teve como cenário a Grécia antiga: berço da |
|democracia ocidental. ABBAGNANO (2000:441) refere-se a compreensão que tinham Aristóteles e os Estóicos desta palavra: Amizade do homem para |
|com outro homem, entendida como vínculo natural, visto que nenhum homem poderia ser alheio a outro homem. Este conceito também foi atribuído |
|aPlatão que o entendia sob três aspectos: saudação, ajuda e hospitalidade. O homem como ser social por essência justificava a naturalização |
|destas relações, considerando ainda que a igualdade e a democracia fossem devidas àqueles que tinham o status de cidadãos. |
|A ajuda ao outro, enquanto prática social nasceu no interior da sociedade civil (SPOSATI, 2006) e foihistoricamente referendada pela Igreja |
|Católica que, durante um longo período histórico, alicerçou as condutas morais de seus seguidores na caridade e amor ao próximo, ainda que |
|num contexto europeu dividido por estamentos sociais rígidos, determinantes da ocupação das classes naquelas sociedades. O atendimento às |
|famílias pobres foi apontado por VIEIRA (1994) no pioneirismo de São Vicentede Paula (1576 – 1660), quando era vigário em |
|Chatillon-les-Dombes, na França do século XVII. |
|A vida comunitária nos feudos e pequenas propriedades rurais na Europa requereram de seus habitantes atitudes de ajuda mútua, seja na |
|produção de bens para o atendimento dasnecessidades materiais de existência, como também nos acontecimentos ligados aos ciclos de vida e |
|defesa desta, contra as intempéries provocadas por catástrofes da natureza, doenças e guerras. A proteção do grupo tinha como lócus a |
|família, cujo pressuposto era a proximidade entre seus membros. |
|Mas, foino marco do modo de produção capitalista que as relações sociais assentadas no mutualismo dos grupos sociais sofreram uma erosão em |
|suas bases constitutivas. Pois, enquanto sistema gerador de desigualdade como princípio fundante, o antagonismo de interesses entre trabalho |
|e capital estabeleceu novas relações de produção na base infra-estrutural societária como também na produção ereprodução da base |
|política–ideológica, constituída pelo Estado, pelo direito e pelas formas de consciência social. |
|A propriedade privada dos meios de produção e a mercantilização como substrato da sociedade capitalista, passaram a determinar o lugar social|
|daqueles trabalhadores inseridos no processo produtivo dos quais se extrai a mais...
tracking img