Figuras de palavras

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1051 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
E.E.PROFº MANOEL DA CONCEIÇÃO SANTOS

FIGURAS

DE

PALAVRAS

FIGURAS DE LINGUAGEM

Figuras de linguagem, também chamadas de figuras de figuras de estilo, são recursos especiais de que se valem quem fala ou escreve para comunicar a expressão mais força e colorido, intensidade e beleza.
Podemos classificá-las em três tipos:
1) Figuras de palavras
2) Figuras de construção
3)Figuras de pensamento

O estudo das figuras de linguagem faz parte da estilística.

1-Figuras de palavras

Comparem-se esses exemplos:
A) O tigre é uma fera. { fera = animal feroz: sentido próprio, literal, normal}
B) Pedro era uma fera. { fera = pessoa muito brava: sentido figurado, ocasional}

No exemplo B, a palavra fera sofreu um desvio na sua significação própria e dizmuito mais do que a expressão vulgar “pessoa brava”. Semelhantes desvios desvios de comunicação a que são submetidas as palavras, quando se deseja atingir um efeito expressivo, denominam-se figuras de palavras.

São as seguintes figuras de palavras:
• Metáfora. É o desvio da significação própria de uma palavra, nascido de uma comparação mental ou característica comum entre dois seres oufatos.
O seguinte exemplo colhido em Crônicas Escolhidas de Rubem Braga esclarece a definição:
“O pavão é um arco-íris de plumas.” Isto é:
O pavão, com sua cauda armada em forma de leque multicolorido, é como um arco-íris de plumas.
Entre os termos pavão e arco-íris, existe uma relação de semelhança, uma característica comum: um semicírculo ou um arco multicor

• Metonímia. Consiste emusar uma palavra por outra, com a qual se acha relacionada. Há metonímia quando se emprega:
a) O efeito pela causa:
Os aviões semeavam a morte. {= bombas mortífieras}
{as bombas= causa; a morte= o efeito}
b) O autor pela obra:
Nas horas de folga, lia Camões. {Camões= obra de Camões}

c) O instrumento pela pessoa que o utiliza:
Ele é um bom garfo. {garfo= comedor}

d) O sinal pela coisasignificada:
O trono estava abalado. { isto é, o império}

e) O lugar pelos seus habitantes:
A América reagiu e combateu.

f) A parte pelo todo:
Não tinha teto onde se abrigasse. {teto= casa}

g) A espécie ou a classe pelo indivíduo:
“ Andai como filhos da luz, recomendava-nos o Apóstolo (para dizer São Paulo). [ São Paulo (indvíduo) foi um dos Apóstolos (espécie)].

h) oindivíduo pela espécie ou classe:
Os mecenas das artes. (protetores)

i) A matéria pelo objeto:
Tanger o bronze (o sino). O tinir dos cristais (copos).

• Perífrase. É uma expressão que designa os seres através de algum de seus atributos, ou de algum fato que os celebrizou:
Das entranhas da terra jorra o ouro negro. {=petróleo}

• Sinestesia. É a transferência de percepções da esfera deum sentido para a de outro, doque resulta uma fusão de impressões sensoriais de grande poder sugestivo:
Sua voz doce e aveludada era uma carícia para meus ouvidos. {voz: sensação auditiva; doce: sensação gustativa; aveludada: sensação tátil}

2- FIGURAS DE CONSTRUÇÃO
Compare as duas maneiras de construir esta frase:
a) “Os homens pararam, o medo no coração”
b) Os homens pararam, com omedo no coração.
Note que a primeira fase é mais concisa e elegante.
Desvia-se da norma estritamente gramatical para atingir um fim expressivo ou estilístivo. Foi com esse intuito que assim a redigiu Jorge Amado.
A essas construções que se afastam das estruturas regulares ou comuns e que visam transmitir à frase mais concisão, expressividade ou elegância, dá-se o nome de figuras de construçãoou de sintaxe.
São as mais importantes figuras de construção:
• Elipse. É a omissão de um termo ou de uma oração que facilmente podemos subentender no contexto. É uma espécie de economia de palavras:
As mãos eram pequenas e os dedos, delicados. {elipse do v. eram}
Nossa professora estava satisfeita, como, aliás, todas as suas colegas. {isto é: como, aliás, estavam satisfeitas todas as...
tracking img