Fichamento

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1392 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
FICHAMENTO

MARTINELLI, Maria Lúcia. Serviço Social: identidade e alienação. 13.ed. São Paulo. Cortez, 2009.

“Ao longo do tempo, inúmeros foram os caminhos trilhados pela assistência, assim como as formas operacionais adotadas para concretizá-la, porém um elemento se manteve sempre a ela vinculado, constituindo um verdadeiro sinal indicativo de sua prática: a caridade para os pobres”.

“Desde aera medieval e avançando para épocas mais recentes, que atingiram até mesmo o século XIX, a assistência era encarada como forma de controlar a pobreza e de ratificar a sujeição daqueles que não detinham posses ou bens materiais. Assim, seja na assistência prestada pela burguesia, seja naquela realizada pelas instituições religiosas, havia sempre intenções outras além da prática da caridade. O quese buscava era perpetuar a servidão, ratificar a submissão”.

“O mundo do primeiro pós-guerra era, porém bastante complexo, fortemente marcado pelas circunstâncias históricas que engendraram a guerra e pelos impactos por ela produzidos. Os problemas políticos, sociais e econômicos, de grande dimensão, exigiam medidas igualmente amplas. O movimento dos trabalhadores tornara-se cada vez maisorganizado politicamente e o proletariado era uma presença marcantemente significativa no cenário social...”

“O impulso trazido pela criação da Escola foi muito importante para a sistematização do ensino do Serviço Social, bem como para o seu processo de profissionalização e institucionalização.”

“O enfoque da prática social, sob a influência da Igreja Católica europeia, que progressivamente foiassumindo uma posição de liderança, centrou-se mais na questão da pobreza, mantendo um “cautelar distanciamento” das manifestações dos trabalhadores. Na verdade, com relação a esses, o grande objetivo era levá-los a um maior ajustamento à ordem social vigente”.

“O resultado de todo esse processo foi que Europa e Estados Unidos seguiram diferentes percursos no que se refere à profissionalização doServiço Social, o que conduziu a operacionalização da prática e a organização da categoria profissional a diferentes patamares.”
“A “questão social”, nesse enfoque, era vista de forma bastante reducionista, como manifestação de problemas individuais, passíveis de controle através de uma prática social cada vez mais nitidamente concebida como uma atividade reformadora do caráter. Assim, nos EstadosUnidos enfatizou-se muito a busca de conhecimentos científicos, especialmente no contexto da Psicologia, da Psicanálise, da Medicina e até mesmo do Direito. A ênfase na abordagem individual e a apreensão do Serviço Social como atividade reformadora de caráter demandavam segurança na utilização de teorias, conhecimentos e conceitos produzidos naquelas áreas.”

“A forte influência da Igreja Católicafazia com que a linha divisória entre a prática religiosa e a profissional se tornasse cada vez mais tênue, inclinando-se para o limite da indiferenciação entre ambas. O próprio processo organizativo da categoria profissional, na Europa, ressentiu-se dessa influência. A marcha associativa dos assistentes sociais não se dirigiu para a construção de organismos voltados para a prática política ou paraa reivindicação profissional.”

“O surgimento do Serviço Social no Brasil remonta aos primeiros anos da década de 30, como fruto da iniciativa particular de vários setores da burguesia respaldados pela Igreja Católica, e tendo como referencial o Serviço Social europeu.”

“Em São Paulo, numa conjugação de esforços da nascente burguesia e de setores da própria Igreja Católica havia sido criado, naesteira do movimento constitucionalista de 1932, o Centro de Estudos e Ação Social de São Paulo – CEAS, que desempenhou um importante papel no sentido de qualificar os agentes para a realização da prática social. Nesse Centro, como fruto de iniciativa das cônegas de Santo Agostinho, no Brasil realizou-se, que, sob a denominação de Curso Intensivo de Formação Social para Moças, foi ministrado pela...
tracking img