Fichamento

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2438 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE - UFCG
IMCUBADORA UNIVERSITÁRIA DE EMPREENDIMENTOS ECONÔMICOS E SOLIDÁRIOS DA UFCG
CAMPUS - SOUSA-PB
MARIA MARGARETE VIEIRA DE MELO

FICHAMENTO:
“JUSTIFICATIVA DA PEDAGOGIA DO OPRIMIDO”

SOUSA-PB
2012

TEMA: A Pedagogia do Oprimido.FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido, In. Freire. Justificativa da pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz eTerra, 1987. p. 29/56. LOCALIZAÇÃO DA OBRA: (acervo pessoal) |
Pg. | Transcrição do texto/citações diretas | Observações pessoais do leitor |
Pg.29 | “O Problema de sua humanização, apesar de sempre dever haver sido, de um ponto de vista axiológico, o seu problema central, assume hoje caráter de preocupação iniludível”. | Visando o processo axiológico como um sistema fechado no critério dahumanização este tópico não deve ser interpretado apenas como um principio individualista, mas sim deve partir de um ponto de vista coletivo, pois o processo do “humanizar” surge a partir de um principio grupal onde a visão do meio social e é deve ser levado sempre em consideração. |
Pg.30 | “A desumanização, que não se verifica apenas nos que têm sua humanidade roubada, mas também, ainda que deforma diferente, nos que a roubam, é distorção da vocação do ser mais, [...], se admitíssemos que a desumanização é vocação histórica dos homens, nada mais teríamos que fazer, a não ser adotar uma atitude cínica ou de total desespero”. | O processo da desumanização é algo que está “alojado” no processo interno do individuo, principalmente a partir do momento em que ele passa a ter o poder ou entãoquando ele o centraliza, o que de certa forma o subtende mais ainda a um processo de opressão aos menos favorecidos, o que simplesmente não se deve subtender é que o individuo passe a adotar uma atitude passiva onde o ser se torne um espécime de marionete a quem tudo faz e tudo recebe. |
Pg.30 | “A violência dos opressores, que os faz também desumanizados, não instaura uma outra vocação – a doser menos. Como distorção do ser mais, o ser menos leva os oprimidos, cedo ou tarde, a lutar contra que os fez menos. E esta luta somente tem sentido quando os oprimidos, ao buscarem recuperar sua humanidade, que é uma forma de cria-lá, não se sentem idealistamente opressores, nem se tornam, de fato, opressores dos opressores, mas restauradores da humanidade em ambos.” | Mesmo que o individuo sejaoprimido e se torne um desumanizado ele não tem por si a obrigação de assumir uma postura do ser menos, ou seja, uma vez oprimido, mas nunca recuado, acontece aí o que podemos entender como um processo de restauração ou reformulação dos preceitos estipulados uma reconstrução do que foi posto, o opressor torna-se ainda um desumanizado a partir do momento em que ele passa a oprimir, pois o processodo humanizar vai muito além do simples ato de se rever conceitos ou ainda de efetuar a generosidade, o humanizar começa de um processo interno onde o individuo vem em primeiro lugar não sua posição perante a sociedade ou grupo hierárquico. |
Pg.31 | “Só o poder que nasça da debilidade dos oprimidos será suficientemente forte para libertar a ambos” | Acredita-se que com a união dos mais fracospossa haver um fortalecimento por parte dos oprimidos para se tornarem pessoas fortalecidas e não opressoras, mas sim humanizadas deve-se haver o que podemos distinguir como uma tomada da generosidade como um meio para a valorização das camadas injustas. |
Pg.32 | “[...], Somente na medida em que se descubram “hospedeiros” do opressor poderão contribuir para o partejamento de sua pedagogialibertadora. Enquanto vivam a dualidade na qual ser é parecer e parecer é parecer com o opressor, é impossível fazê-lo. A pedagogia do oprimido, que não pode ser elaborada pelos opressores, é um dos instrumentos para esta descoberta crítica – a dos oprimidos por si mesmos e a dos opressores pelos oprimidos, como manifestações da desumanização.” | È fato admitirmos que o processo de ser um hospedeiro do...
tracking img