Fichamento

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2027 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Fichamento de Transcrição

EMPIRISMO LÓGICO DO CÍRCULO DE VIENA E FALSICACIONISMO DE KARL POPPER ( pp. 1-15)
___________________________________________________________________________________________
TEIXEIRA, Ricardino Jacinto Dumas ; MELACO, Geneviene Antônio
___________________________________________________________________________________________

“Entre os séculos XVI a XVIII,uma das questões fundamentais que se colocava na agenda cientifica era a da verificabilidade do método científico.”(pag.1)

“entendida ela como a maneira ou a lógica que nos guiam de forma controlada para obtenção de resultados esperados e, com ela, um conjunto de critérios de demarcação que se manifesta, entre outras formas, na clássica distinção entre as ciências nomotéticas e ideográficas,segundo a expressão de Windelband.”(pag.1)

“Dentro desse quadro geral tentar-se-á analisar, neste trabalho, a concepção de ciência do Círculo de Viena, comparando-a a seguir com a perspectiva falsificacionista de Karl Popper.” (pag.1)

“Posteriormente far-se-á uma tentativa de análise das questões centrais colocadas pelo “empirismo lógico” do Círculo de Viena. Por último proceder-se-á o estudoda teoria de ciência de Karl Popper e as considerais finais.” (pag.1)

“tomemos como o ponto de partida a concepção amplamente aceita e compartilhada pelos membros do Circulo de Viena, segundo a qual a ciência baseia se na verificabilidade experiencial dos fatos comprováveis empiricamente.” (pag.1)

“o argumento central que será defendido no decorrer deste trabalho é o de que Popper rejeitou overificacionismo proposto pelo empirismo lógico do Círculo de Viena, como o critério de demarcação entre o conhecimento “científico” e “não cientifico”. “(pag.1,2)

“o falsificacionismo de Popper acaba por estabelecer, em outras formas, um conjunto de procedimentos que valida o trabalho científico.”(pag.2)

“Considerava que a ciência positiva da sociedade deveria funcionar como as ciênciasfísicas, neutras de interesses e paixões, pois estes deturpam o conhecimento científico baseada na experiência factual.” (pag.2)

“O segundo expoente do positivismo é Saint-Simon, ele foi o primeiro a utilizar o termo ciência positiva.” (pag.2)

“O terceiro expoente é Augusto Comte, pai da terminologia sociologia.” (pag.2)

“A principal contribuição de Comte a filosofia positiva, que aparece noséculo XVIII, consistiu no estabelecimento de uma hierarquia para as ciências, ao defender a reorganização das instituições sociais como a forma de garantir a ordem e o progresso e evitar a desintegração da sociedade como um todo (Benton, 1977: 82).” (pag.2)

“a filosofia positiva de Comte pode ser grosseiramente resumida em três fases principais de evolução: teológico, metafísico ecientífico.” (pag.2)

“Cada fase pressupõe certos estágios distintos e lineares de desenvolvimento do conhecimento e do espírito humano. Assim, a primeira fase, o teológico, é a mais primitiva de conhecimento. Nesta, os fenômenos sociais são explicados tomando por base o sobrenatural. A ligação entre natural e sobrenatural, visível e invisível é muito próximo.” (pag.3)

“A segunda fase, Comte denominou demetafísico. Aqui, ao contrário do primeiro, os fenômenos sociais são explicados a partir de entidades ocultas e abstratas.” (pag.3)

“Já a terceira e última fase, proposta por Comte, é a positiva, a fase do amadurecimento do conhecimento científico, quando ele defende a reorganização da sociedade e restauração da ordem social francesa (Halfpenny, 1982).“ (pag.3)

“Observa-se, daí, que associedades e todas as formas de conhecimento, para Comte, evoluem a partir desses dois primeiros estágios e se completariam no último.” (pag.3)

“são aspectos do legado do positivismo de Comte que caracterizam grande parte do pensamento positivista do final do século XIX, especialmente com a mediação feita indiretamente por Ernest Mach entre o pensamento de Comte e Círculo de Viena, no princípio...
tracking img