Fichamento "o método 6" edgar morin

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 54 (13357 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Fichamento do Livro
Método 6 – Ética

Trabalho para compensação de faltas na disciplina Introdução ao Pensamento Teológico

São Paulo
Julho / 2008

Fichamento do livro “O método 6 – Ética”

Morin, Edgar; O método 6 – Ética;
Tradução: Juremir Machado da Silva; 3° edição; Porto Alegre; Editora Sulina; 2007; 222 p.

Introdução

Ao sermos introduzidos à leitura deste livro oautor nos convida a repensar a ética analisando-a e relacionando-a com o conhecimento, a ciência, a política e com a economia. Morin afirma que não estamos aptos para trabalhar este tema com os cuidados necessários que caberiam ao mesmo, porém, dado a crise, estaríamos por iniciar uma discussão que fomentaria reflexões interessantes e importantes ao desenvolvimento do tema.
No quarto parágrafo oautor nos distingue ética e moral salientando que um dependerá do outro e são, por vezes, inseparáveis e por isso os usará no livro independentemente de sua distinção.

Primeira Parte: O pensamento da ética e a ética do pensamento
Primeiro capítulo: O pensamento da ética

• Nos dois primeiros parágrafos o autor diz que a ética nos é imposta e esta imposição se deriva de três fontes as quaisse interligam: a primeira seria algo que o indivíduo possui em seu interior como um dever, uma obrigação. A segunda seria resultante de uma pressão exterior, vinda de nossa cultura, de nossas crenças e normas. Por fim sofreríamos também os impactos originários por dados que carregamos em nossa genética.
• Depois disso, Morin explica a tríade indivíduo-sociedade-espécie colocando-os comoinerentes uns aos outros mesmo que distintos. Desta forma, entende-se que o homem, mesmo em sua individualidade, depende de influências que tendem de sua herança genética e pelo imprinting característico pelas normas da sociedade em que vive.
• Após isso é explicado o conceito, elaborado pelo próprio autor, de sujeito no qual seria válido para todos os seres que se auto-afirmam como centro domundo. Essa postura gera dois princípios intrínsecos ao ser humano: um de exclusão, no qual se fecharia a qualquer ser que tentasse ocupar o espaço ocupado pelo seu EU, que é fonte do egoísmo e que sacrifica qualquer coisa para garantir sua identidade pessoal, e outro de inclusão no qual se permite a junção do seu Eu em um Nós, ou seja, é posto no centro do mundo, além de si, o seu entorno (família,pátria, time de futebol, etc.) no qual a importância dada a ele pode até exigir o sacrifício de si. Isso se origina pela relação biológica e sociológica as quais o ser está inserido.
• Esse dualismo está constituído em cada ser humano, assim, vivemos entre o egoísmo e o altruísmo. Há indivíduos que são mais altruístas os quais, provavelmente, priorizam o “Nós” como marca de sua condiçãogenética ou sociológica, assim também há indivíduos que prezam mais o seu lado egoísta fazendo com que valha, sobretudo, impor seu egocentrismo, porém ambas as características convivem ao mesmo tempo de forma antagônica e complementar a condição do homem como sujeito. Tanto o egocentrismo quanto o altruísmo são fundamentais a análise ocular que devemos fazer sobre a ética.
• O autor incita a idéiaque a subjetividade está presente na vivência da ética, o que permite um aspecto místico no fato de haver algo superior e ao mesmo tempo interior que emane o cumprimento de uma determinada lei imposta por um deus que cremos sem pedir provas de sua existência. Para presenciarmos a ética precisamos, portanto, exercitar uma fé associada à possessão sobre valores.
• Em um outro momento, Morindestaca a religação ética. Observando que há no princípio de inclusão existente no caráter individual de cada ser humano uma necessidade de inter-relação a qual permite que convivamos com normas preestabelecidas que prezam pela harmonia e pelo senso de solidariedade que geram sentimentos como a amizade e ao amor tendo como conseqüência o altruísmo e as variadas religações.
• O autor diz que...
tracking img