Fichamento- a transição para o capitalismo e a elaboração do pensamento mercatilista

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 5 (1097 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 13 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
REFERÊNCIA:CAP.IIHUNT,E.K/SHERMAN.HOWARDJ.HISTÓRIADOPENSAMENTOECONÔMICO.22ºPETRÓPOLIS.EDITORAVOZES.2005.
A transição para o Capitalismo e a elaboração do Pensamento Mercantilista
“A sociedade medieval era essencialmente agrária. A hierarquia social baseava-se nos vínculos que os indivíduos mantinham com a terra; as atividades agrícolas sustentavam todo o sistema social” (P. 23).
A transação docapitalismo para o feudalismo se deu lentamente durante vários séculos e devido a diversos fatores, a primeira fase desse sistema foi chamada de mercantilismo, que montou uma base forte para ascensão do capitalismo.
Mudanças tecnológicas
“A substituição do rodízio de cultura em dois campos pelo rodízio de cultura em três campos foi o avanço tecnológico, mas importante ocorrido na idademédia.”P.23
“O aperfeiçoamento da tecnologia agrícola e dos meios de transporte ocasionou duas mudanças de grande alcance e importância (...) inicialmente, favoreceu a aceleração do crescimento populacional. (...) o rápido crescimento da concentração urbana.”P.24
Foi a partir da adoção desse sistema, que surgiram diversas mudanças tecnológicas, o rodízio de cultura de três campos propiciou umdesenvolvimento na produção agrícola extremo, acarretando o desenvolvimento tecnológico, desenvolvimento dos meios de transporte e produção , o crescimento populacional e o crescimento da população urbana. A relação campo e cidade se desenvolveu gerando assim a emigração dos camponeses para as áreas urbanas, a expansão do comércio local, inter-regional e posteriormente o de longa – distância tiveram seuestopim devido a essas diversas mudanças ocorridas.



O desenvolvimento do comércio de longa distância

“ O crescimento da produtividade agrícola proporcionou um excedente de alimentos e de mão-de-obra para os mercados locais e internacionais. A utilização mais racional da energia e dos transporte a tornou possível e lucrativa a concentração da industria nas cidades, a produção em largaescala e a venda dos produtos em mercados mais amplos e mais distantes(...)Desde o início da idade média, muitas regiões da Europa mantiveram um comércio de longa distância. Este comércio adquiriu uma importância considerável no sul da Europa, nos mares Mediterrâneo e Adriático, e no norte da Europa, no mar do Norte e no mar Báltico.”P.26
A expansão da produção agrícola, o desenvolvimento eampliação dos meios de transportes, que passaram a ser usados com mais praticidade e investimento foi o que tornou todo esse desenvolvimento comercial possível, o sistema de três campos iniciou isso tudo. Já expansão do comércio de longa distância desenvolveu diante dessas modificações ocorridas na agricultura e na indústria quebrando as barreiras do comércio tornando-o mais lucrativo e menos vinculadosomente a relações do campo, e restringindo a relação com o senhores feudais..
No século XII surgem as feiras, a partir de relações comerciais com os árabes e Vikings, eram organizadas nas principais cidades europeias todos os anos, e funcionavam durante uma ou mais semanas,algumas dessas feiras tornaram-se cidades de economia próspera. Em oposição ao sistema ao tradicional sistema dos senhoresfeudais esse desenvolvimento comercial tornou-se motivos de revolta e lutas contra a igreja e os senhores, conseguindo a maior parte se libertar, e se aprofundar ainda mais num futuro sistema capitalista.

O sistema manufatureiro doméstico e o nascimento da indústria capitalista
“Numa fase posterior ao sistema manufatureiro doméstico, o mercador-capitalista passou a ter propriedade dasmáquinas e dos instrumentos de trabalho, e frequentemente, do prédio no interior do qual a produção se realizava.”P.27
“Ao invés de vender o produto acabado ao mercador, como acontecia antes, o trabalhador passou a vender apenas sua força de trabalho. (...) Cabia ao mercador capitalista vender os bens produzidos pelos trabalhadores a um preço tal qual lhe permitisse pagar os salários, os demais...
tracking img