Fichamento vicente palermo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (808 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
|1 |x |3 |4 |5 |





Aluno: Gilmar Luiz do NascimentoData: 04 / 12 / 11


Referência Bibliográfica: Abranches, Sérgio Henrique. (1988), ”Presidencialismo de Coalizão: O Dilema Institucional Brasileiro”. Abrucio, Fernando Luiz. (1994), “Os Barõesda Federação”.Samuels, David. (1997), A Nova Política dos Governadores”.Almeida, Acir dos Santos. (1998), A Escolha Constitucional dos Poderes do Presidente: O Caso da Medida Provisória, Dissertação deMestrado.



Conceitos Principais: Afinal, o Brasil é ou não é governável?


Estrutura e Linha de argumentação do texto: O texto expõe 4 teorias a respeito da política institucionalbrasileira, como debate central se o Brasil é ou não é governável, antes de fazer um breve resumo das teorias, vale ressaltar a opinião do autor que é a de que o Brasil é governável, é que o debate precisa serdirecionado para como funciona as instituições, suas regras.

Conclusões do Autor:
• A primeira teoria trata dos problemas de governabilidade, e dispersão do poder decisório. Seus defensorescolocam que a presença do poder estadual influencia o governo federal, já que nossos partidos políticos são frágeis e indisciplinados e os governadores assim como congressistas são fieis aos seus Estadosinvés de partidos, e por cada um defender seus interesses locais e isso atrapalha o governo federal.
•A segunda teoria defende que o Brasil tem concentração de poder e mesmo assim é ingovernável. Opresidente dotado de muitos poderes cedidos pelo presidencialismo, se sente no poder de excluir os outros atores políticos da tomada de decisão, tudo por causa dos mesmos problemas apontados pela teoriaanterior, já que é difícil manter a coalizão pela heterogeneidade do sistema partidário, mas isso gera um problema maior, porque os excluídos podem se voltar contra a presidência e cedo ou tarde...
tracking img