Fichamento testo tipos de conhecimento

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1524 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
“Diego não conhecia o mar.
O pai, Santiago Kovadloff, levou-o para que descobrisse o mar.
Viajaram para o Sul.
Ele, o mar, estava do outro lado das dunas altas, esperando.
Quando o menino e o pai enfim alcançaram aquelas alturas de areia,
depois de muito caminhar, o mar estava na frente de seus olhos.
E foi tanta a imensidão do mar, e tanto seu fulgor,
que o menino ficou mudo de beleza.
Equando finalmente conseguiu falar, tremendo, gaguejando, pediu ao pai:
- Me ajuda a olhar”.
(Galeano, Eduardo: O livro dos abraços. Porto Alegre: L&PM, 2005)

“Este texto se inicia com as palavras de Galeano porque elas nos falam, ao mesmo
tempo, da experiência humana sensível1, racional e afetiva; da relação entre os seres
humanos e destes com o mundo; e do conhecimento que nasce dessadupla relação.”(p.1)

“Todos temos algo a dizer sobre o mar e nossa perspectiva muda conforme o lugar
de onde falamos. Seja esse lugar a vida cotidiana, a ciência, a religião a filosofia, a arte...ou
todos eles. O cientista que estuda oceanos, e se torna um especialista nesta área, aprende
também, ao se comover ou se alegrar diante do mar [...]”(p.2)

“O conhecimento, em suas diversasperspectivas, é um produto da consciência
humana. Como “sujeitos do conhecimento” podemos elaborar conceitos, idéias, significados,
juízos, teorias acerca dos objetos, dos fatos, da realidade. Também podemos voltar nossa
consciência sobre nós mesmos, nos colocando como objeto de conhecimento[...]”(p.2)

“Ao longo de nossas vidas, estamos permanentemente criando conhecimento,
usando conhecimento enos posicionando diante do conhecimento. Nossa relação com o
conhecimento se dá nesses três níveis distintos.Cada um deles demanda um esforço
específico. O fazer conhecimento implica uma capacidade criadora, uma abertura para a
realidade e o despojar de certezas absolutas. O usar conhecimento, que significa a
utilização de conhecimentos criados por outros, traduzidos em práticas, técnicas eidéias, e
que comumente é o que acontece em nossas vidas cotidianas, solicita um esforço para que
esta não seja uma atividade alienada2 e sim, consciente. O posicionar-se diante do
conhecimento requer uma atitude filosófica sobre o fazer e o usar conhecimento. Significa
estar reflexivamente no mundo, questionando não só o que nos chega pronto, mas também
o que nós próprios produzimos. (Garcia,1992 p. 34-41)”(p.2)

“Vamos discorrer de forma sintética sobre os diversos tipos de conhecimento, como
o mítico, o filosófico, o religioso, o científico e o senso-comum, afirmando desde já que as
fronteiras que separam um tipo de conhecimento de outro não são rígidas e que elementos
que caracterizam um tipo podem estar presentes em outro tipo. As formas de
conhecimento muitas vezes seinterpenetram.”(p.3)

O SENSO COMUM
“O senso comum é o conhecimento construído com base nas experiências cotidianas
do presente e no legado de experiências passadas, transmitidas de geração a geração. É um
conhecimento sensível, ou seja, proveniente dos nossos sentidos, um conhecimento
empírico, baseado na observação e na vivência[...](p.3)

“Sendo um conhecimento imediato e construído sem umasistematização7, o senso
comum fica, muitas vezes, superficial e circunscrito às aparências dos fenômenos. A
realidade, no senso comum, costuma ser percebida de forma naturalizada[..]”(p.3)

CONHECIMENTO MÍTICO OU MITOLÓGICO
“A palavra mito vem do grego, mythos, estando relacionada aos verbos mytheyo e
mytheo que significam, respectivamente, contar, narrar, falar alguma coisa para outros econversar, contar, anunciar,nomear, designar.
Mito é uma narrativa13 considerada verdadeira por aqueles que a recebem. “Para os
gregos, mito é um discurso pronunciado ou proferido para ouvintes que recebem a narrativa
como verdadeira porque confiam naquele que narra; é uma narrativa feita em público,
baseada, portanto, na autoridade e confiabilidade da pessoa do narrador.”(Chauí, 2005 p....
tracking img