Fichamento do livro "o estado novo: o que trouxe de novo? (pp.107-143)"

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (974 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Alline Santos Franco da Silva
Universidade Federal do Rio de Janeiro
Instituto de Filosofia e Ciências Sociais
Professora: Andréa Casa Nova Maia

Fichamento – “O Estado Novo: O que trouxe denovo? (pp.107-143)

CAPELATO, Maria Helena Rolim. “O Estado Novo: o que houve de novo?”, in “O Brasil Republicano – o tempo do nacional-estadismo. Vol.2.Rio de Janeiro:Civilização Brasileira, 2003. pp 107-143. 127.

O texto de Maria Helena Capelato começa com uma breve introdução ao Golpe de 1937, dado por Getúlio Vargas. Assim, é seguido por umaperiodização de 1930 a 1937 e de 1937 a 1945. Em que nesse primeiro período foram anos de indefinição, quando ainda os projetos de uma futura ditadura ainda estavam sendo construídos e também em que apopulação começava a se mobilizar. De 1937 a 1945, o Estado Novo começa a ser instalar efetivamente, esse novo regime impõe novas regras e políticas, porém as medidas externas e internas são responsáveispelas mudanças no país, principalmente pela entrada do Brasil na Segunda Guerra Mundial.
Assim, Capelato continua e começa argumentar os antecedentes do golpe. Em que foi marcada pela crise de1930, com o crack da bolsa de Nova York, que prejudicou o setor agrário. O país estava sendo visto como atrasado em relações as outras potências. A partir desse momento, o Governo Provisório começou afazer uma política centralizadora, acabando com a autonomia dos Estados, e as elites paulistas começaram a reagir contra essa perda de liderança do estado, exigindo a volta do regime liberal federativo.Getúlio administrava o país de forma provisória, e tentou diminuir as pressões de São Paulo, que perdeu na “guerra”. Até o golpe de 1937 havia um cenário de muitas ideias, que levavam amanifestações de cunho político e social. Mas, a partir de 1935 com a Intentona Comunista, a situação piorou. O movimento liderado pela ANL (Aliança Nacional Libetadora) foi derrotado pela forte repressão,...
tracking img