Fichamento do capitulo 1 e 4 do livro laville, c.; dionne, j. a construção do saber.

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1222 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FICHAMENTO 1

Laville, C. ; Dionne, J. A construção do saber. Manual de metodologia da pesquisa em ciências humanas. Porto Alegre: Editora artes médicas Sul Ltda.; Belo Horizonnte: Editora UFMG, 1999.



Capítulo 1- O nascimento do saber científico

Introdução: Porque a necessidade de saber?
Para facilitar sua existência e facilitar sua existência, o ser humano precisou dispor de saber,como também de construí-lo por si só.

Os saberes espontâneos
O homem elaborava seu saber a partir de suas experiências e de suas observações pessoais.
Essas explicações espontâneas são denominadas senso comum.

A intuição – tipo de saber espontâneo pó excelência. Baseada na percepção imediata sem necessidade de intervenção do raciocínio.

A tradição – princípio de transmissão deste saberEla lega saber que parece útil a todos e que se julga adequado conhecer para conduzir a sua vida. Esse saber é mantido por ser presumidamente verdadeiro hoje em dia, e o é hoje porque era no passado e deveria assim permanecer no futuro. Ela dita o que se deve conhecer, compreender, e se comportar!!!! Muitos desses saberes não se baseiam em qualquer dado da experiência racionalizada. Outros,como a proibição do incesto, indicam que a observação propiciou um saber espontâneo.

A autoridade – As autoridades se encarregam da transmissão da tradição, sem provas metodicamente elaboradas.

As religiões principalmente, transmitem sua autoridade através de saberes que guiam a vida de seus fiéis sem que seu sentido ou origem sejam claros. Assim, para quem recebe, tem um caráter de saberespontâneo. Porém esse saber só é válido para aqueles que tem confiança na autoridade.

O saber racional - Qual a trajetória histórica para o saber racional, metodicamente elaborado?

O reino dos filósofos
Antiguidade: Durante muito tempo o saber científico se misturou com o saber filosófico. É na Grecia Antiga, que se questiona os mitos, as supertições que explicavam o Universo. Acredita-seque com o exercício da mente é capaz de produzir os saberes apropriados.
Alguns elementos deste período se destacam:
- diferenciação entre sujeito ( que procurar conhecer) e objeto (a ser conhecido)
- Princípio da causalidade (causa provoca uma conseqüência, e esta última deve ser entendida por sua causa)
- Racioncínio Indutivo
- Racioncínio Dedutivo
Já os romanos pareceram mais interessadosna prática, do que na teoria, desenvolvendo a agricultura, arquitetura e guerra.

Idade Média – Reflexão filosófica, dominada pela religião.

Renascimento – Apesar da renovação das artes e nas letras, não houve investimento no desenvolvimento do saber científico. No entanto, introduz pontos de vistas importantes:

- observação empírica do real antes de interpreta-lo pela mente, depoissubmete-lo à experimentação, recorrendo às ciências matemáticas. Esse raciocínio se confirmou no séc. XVII.

Séc. XVII – Pensamento Moderno científico começa a se objetivar.

Pensamento racional se constrói a partir da observação da realidade (empirismo) e coloca essa experiência à prova (experimentação). Chegando a uma hipótese a partir do raciocínio hipotético dedutivo. Isto associado às ciênciasmatemáticas, com diferentes instrumentos de medidas.

Também no lugar de leis divinas, surge as leis da natureza, e idéia de que a ciência tem por objetivo definir suas leis.

Séc. XVIII - Grande desenvolvimento dos princípios da ciência experimental.

Séc. XIX - A ciência triunfante

A pesquisa fundamental (conhecer pelo próprio conhecimento) une-se a pesquisa aplicada (visa resolverproblemas concretos). Vários progressos em todas as área humanas, expectativa de vida cresce.

As ciências humanas e o positivismo

Diante de tanto progresso no séc. XIX, porque não aplicar os princípios e métodos das ciências naturais, para o estudo do homem social?

Empirismo

Objetividade

Experimentação

Validade

Leis e previsão







Ciências Humanas e Sociedade



-...
tracking img