Fichamento-dermival saviani - escola e democracia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1403 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FICHAMENTO-DERMIVAL SAVIANI - ESCOLA E DEMOCRACIA

TEORIAS NÃO-CRÍTICAS

Num primeiro grupo, temos aquelas teorias que entendem ser a educação um instrumento de equalização social, portanto, de superação da marginalidade.
Pensam a educação a partir dela mesma ( visão ingênua).

Pedagogia tradicional:
Seu papel é difundir a instrução, transmitir os conhecimentos acumulados pelahumanidade e sistematizados logicamente.

A referida escola, além de não conseguir realizar seu desiderato de universalização (nem todos nela ingressavam e mesmo os que ingressavam nem sempre eram bem sucedidos) ainda teve de curvar-se ante o fato de que nem todos os bem sucedidos se ajustavam ao tipo de sociedade que se queria consolidar. Começaram, então, a se avolumar as críticas a essa teoria daeducação e a essa escola que passa a ser chamada de escola tradicional.

Pedagogia Nova
Forja-se, então, uma pedagogia que advoga um tratamento diferencial a partir da "descoberta" das diferenças individuais.

A educação, enquanto fator de equalização social será, pois, um instrumento de correção da marginalidade na medida em que cumprir a função de ajustar, de adaptar os indivíduos àsociedade, incutindo neles o sentimento de aceitação dos demais e pelos demais.
Compreende-se, então, que essa maneira de entender a educação, por referência à pedagogia tradicional tenha deslocado o eixo da questão pedagógica do intelecto para o sentimento; do aspecto lógico para o psicológico; dos conteúdos cognitivos para os métodos ou processos pedagógicos; do professor para o aluno; do esforçopara o interesse; da disciplina para a espontaneidade; do diretivismo para o não-diretivismo; da quantidade para a qualidade; de uma pedagogia de inspiração filosófica centrada na ciência da lógica para uma pedagogia de inspiração experimental baseada principalmente nas contribuições da biologia e da psicologia. Em suma, trata-se de uma teoria pedagógica que considera que o importante não éaprender, mas aprender a aprender.
Professor: orientador e estimulador da aprendizagem;
Cumpre assinalar que tais conseqüências foram mais negativas que positivas uma vez que, provocando o afrouxamento da disciplina e a despreocupação com a transmissão de conhecimentos, acabou por rebaixar o nível do ensino destinado às camadas populares as quais muito frequentemente têm na escola o único meio deacesso ao conhecimento elaborado. Em contrapartida, a "Escola Nova" aprimorou a qualidade do ensino destinado às elites.
Pedagogia Tecnicista
Objetivação do trabalho pedagógico – racionalidade, eficiência, produtividade.
Na pedagogia tecnicista, o elemento principal passa a ser a organização racional dos meios, ocupando professor e aluno posição secundaria.
Marginalizado será o incompetente (nosentido técnico da palavra), isto é, o ineficiente e improdutivo.
Do ponto de vista pedagógico conclui-se, pois, que se para a pedagogia tradicional a questão central é aprender e para a pedagogia nova aprende a aprender, para a pedagogia tecnicista o que importa é aprender a fazer.

TEORIA CRÍTICO-REPRODUTIVISTAS
Num segundo grupo, estão às teorias que entendem ser a educação um instrumentode discriminação social, logo, um fator de marginalização.
Para pensar a educação remete-se a determinantes condicionantes – sócio-econômicos- entendem que a função básica é a reprodução da sociedade.
Teoria do sistema de ensino enquanto violência simbólica
"Todo poder de violência simbólica, isto é, todo poder que chega a impor significações e a impô-las como legítimas, dissimulando asrelações de força que estão na base de sua força, acrescenta sua própria força, isto é, propriamente simbólica, a essas relações de força." – Imposição de significados como legítimos.
A função da educação é a de reprodução das desigualdades sociais. Pela reprodução cultural, ela contribui especificamente para a reprodução social. Educação como elemento reforçador da desigualdade.

Teoria da...
tracking img