Fichamento de citação - livro: relações sociais e serviço social no brasil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1729 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Iamamoto, Marilda Villela; Carvalho, Raul de. Uma Concepção Teórica da Reprodução das Relações Sociais. In: RELAÇÕES SOCIAIS E SERVIÇO SOCIAL NO BRASIL: Esboço de uma interpretação histórico – metodológica. 33. Ed. São Paulo: Cortez, 2011.
p. 29-69.








“Para situar o significado da profissão de Serviço Social no processo de reprodução das relações sociais, faz-se necessário,inicialmente, procurar apreender o movimento no qual e através do qual se engendram e se renovam as relações sociais que peculiarizam a formação social capitalista.” (p. 29).

“Para produzir e reproduzir os meios de vida e de produção, os homens estabelecem determinados vínculos e relações mútuas, dentro e por intermédio dos quais exercem uma ação transformadora da natureza, ou seja, realizam aprodução.” (p.29 – 30).

“O processo capitalista de produção expressa, portanto, uma maneira historicamente determinada de os homens produzirem e reproduzirem as condições materiais da existência humana e as relações sociais através das quais levam a efeito a produção.” ( p.30).

“[...] produção social [...] trata [...] de relações sociais entre pessoas, entre classes sociais quepersonificam determinadas categorias econômicas.” (p.30)

“[...] o capital é a relação social determinante que dá a dinâmica e a inteligibilidade de todo o processo da vida social.” (p.30).

“O capital se expressa através de mercadorias [...] e dinheiro.” (p.31)

“A reificação do capital é, [...] a forma mistificada em que a relação social do capital aparece na superfície da sociedade.” (p.31).“O Capital se expressa sob a forma de mercadorias: meios de produção [...] e meios de vida necessários à reprodução da Força de Trabalho.” (p.32).

“As mercadorias são objetos úteis, produtos de um trabalho de qualidade específica [...], que atendem a necessidades sociais; como objetos úteis, de qualidades materiais diferenciadas, são valores de uso.” (p.32).

“Os produtos assumem,historicamente, a forma de mercadoria porque são produtos de trabalhos privados que necessitam ser trocados.” (p.33).

“[...] sendo as mercadorias produto de trabalhos privados, têm um caráter social” (p.34).

“[...] caráter social do trabalho é o que permite aos diversos produtores equipararem seus produtos no ato da troca como valores.” (p.34).

“Nas relações que os homens estabelecem através datroca de seus trabalhos equivalentes, materializados em objetos, o caráter social de seus trabalhos aparece como sendo relações entre produtos de seus trabalhos.” (p.34).

“O que aparece como relação entre objetos materiais é uma relação social concreta entre homens,” (p.35).

“O valor capital se expressa em mercadorias [...] Mas nem toda soma de mercadorias é capital.” (p.35).

“A funçãoespecifica do capital é a produção de um sobrevalor ou de um valor maior que aquele adiantado no inicio do ciclo produtivo. Este sobrevalor ou mais-valia é o fim e o resultado do processo capitalista de produção.” (p.36).

“A transformação do dinheiro em capital exige, [...] que os possuidores de dinheiro encontrem no mercado não só os meios objetivos de produção como mercadorias, mas também umamercadoria especial: a força de trabalho,” (p.38).

“A condição histórica para o surgimento do capital e o pressuposto essencial para a transformação do dinheiro em capital é a existência no mercado da força de trabalho como mercadoria.” (p.39)

“O processo de produção do capital considerado como um processo que, por meio do trabalho útil, cria novos valores de uso, é um Processo de Trabalho.”(p.39).

“A força de trabalho é uma potência que só se exterioriza em contato com os meios de produção; só sendo consumida, ela cria valor. O consumo da força de trabalho pertence ao capitalista, do mesmo modo que lhe pertencem os meios de produção.” (p.40).

“Como as condições de trabalho e o próprio trabalho pertencem ao capitalista, este recebe também, gratuitamente, a força produtiva do...
tracking img