Fichamento: construtivismo - uma pedagogia esquecida da escola

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 41 (10240 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
IBECC – INSTITUTO BRASILEIRO DE EDUCAÇÃO, CULTURA E CIÊNCIAS CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO, SUPERVISÃO E ORIENTAÇÃO EDUCACIONAL

FICHAMENTO: CONSTRUTIVISMO - UMA PEDAGOGIA ESQUECIDA DA ESCOLA

JAQUELINE CIDRÃO RODRIGUES DE MEDEIROS

SÃO JOÃO DE MERITI, 2011

2

Matrizes Conceituais do Discurso Educacional: uma Reflexão Preliminar (p. 13- 39). Primeiro capítulo. CARVALHO, José SérgioFonseca de. Construtivismo: uma pedagogia esquecida da escola. Porto Alegre. Artmed Editora, 2001. FILOSOFIA E EDUCAÇÃO “O ato de educar as novas gerações em hábitos, valores, crenças e saberes que as precederam é comum a qualquer sociedade humana, [...] fatores como o crescente grau de especialização do conhecimento, a diversidade de valores e de metas educacionais dentro de uma mesma sociedadee a própria complexidade das instituições sociais [...] tem um peso decisivo na emergência desse tipo de reflexão que versa sobre as formas e objetivos da educação, seja ela formal ou informal.” (p.13) “Até fins do século XIX, as reflexões sistemáticas voltadas para as práticas e os objetivos educacionais fundamentavam-se, de forma generalizada, em doutrinas e concepções filosóficas. [...] É nessesentido, por exemplo, que podemos falar de uma concepção de educação em Platão ou em Rousseau. [...] O que encontramos nesses autores não são esforços que visam à compreensão específica e sistemática de práticas correntes ou da diversidade de formas e objetivos pelos quais se educa. [...] Ao contrário, esses discursos caracterizam-se fundamentalmente por se constituírem em um conjunto articuladode reflexões sobre os ideais que devem reger os processos educacionais, vinculando-os às concepções filosóficas sobre grandes temas como a natureza humana, a vida em sociedade e os fundamentos da ética e do conhecimento. [...] Em síntese, a cada sistema filosófico corresponderia uma determinada “teoria da educação”, “deduzida” dessas concepções ou desses ideais.” (p. 14-15) “Até aproximadamente oinício do século XX, esse panorama permaneceu relativamente estável. [...] O desenvolvimento de disciplinas, tais como a sociologia da educação e a psicologia da educação, como o de algumas correntes filosóficas acabaram por apontar diversos problemas presentes nessa forma de conceber e elaborar uma reflexão sistemática sobre os problemas da educação. [...] Entre as pressuposições que foram objetode questionamento crítico, destaca-se a ideia de que a partir de certas concepções fundamentais de uma visão filosófica podemos

3
derivar ou mesmo deduzir uma concepção precisa de educação, ou até elaborar doutrinas operativas e sugestões de práticas pedagógicas.” (p. 15).............................................................................................................................................. “Como diferentes doutrinas filosóficas elaboram distintas redes conceituais relativas a essas questões, a cada “posição filosófica” deveria corresponder uma “posição pedagógica”. Assim, o professor, consciente ou inconscentemente, teria uma concepção de educação vinculada a certas concepções filosóficas de homem, de sociedade e de conhecimento. Nesse sentido, a tarefa dafilosofia da educação seria justamente trazer maior rigor conceitual a tais posições, oferecendo modelos ou discursos alternativos dos quais ele pretensamente se orientaria ou justificaria sua ação.” (p. 17) .............................................................................................................................................. “As evidências lógicas e empíricas de que não há umaconexão necessária ou um conjunto único de consequências derivadas da adoção de certas visões filosóficas amplas e teorias ou reflexões sobre fins e procedimentos da educação não são desprezíveis. Isso não significa que não haja relação entre esses dois campos. Apenas torna patente o fato de que os problemas educacionais têm especificidades cujo equacionamento exige muito mais do que uma visão...
tracking img