Fichamento antropologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1771 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
FICHAMENTO ANTROPOLOGIA
Repensando a antropologia _ Adam Kuper

• A antropologia social britânica vem abrangendo um conjunto bem definido de idéias e objetivos, que derivam diretamente dos ensinamentos de Malinowski Radcliffe-Brown.
• A antropologia social britânica é funcionalista e se preocupa com a analise comparativa de estruturas sociais. Mas os antropólogos estavam fugindo datentativa de fazerem generalizações comparativas.
• Sugere que seja repensados temas básicos, como o que é entendido por casamento ou descendência, ou ainda por unidade de grupos fraternos.
• Malinowski introduziu fortemente a tendência empírica na antropologia, e Kuper “critica” esse posicionamento.
• Para ele, a dificuldade de alcançar generalizações comparativas está intimamenteligada ao problema da fuga às tendências etnocêntricas.
• O propósito de Kuper é distinguir entre duas variedades de generalização comparativa, bastante semelhante, as quais surgem de tempos em tempos na antropologia social britânica. Uma delas, que ele critica deriva do trabalho de Radcliffe-Brown e a outra é de Levi-Strauss.
• Para distingui-las ele pensa nas idéias organizacionaispresentes em qualquer sociedade constituinte de um padrão matemático.
• Ele critica a idéia de Radcliffe-Brown de que o objetivo da antropologia social seria a “comparação de estruturas sociais” e deixa bem claro que seus interesses são voltados para a generalização.
• Ele se utiliza operações matemáticas para comprovar as diferenças
• As analises de Radcliffe-Brown, para ele pode,apresentar limitações muito sérias.
• Para Radcliffe-Brown seria necessário comparar sociedades com referencia a um aspecto particular: sistemas econômicos, político, de parentesco... Isto é, por categorias.
• “O antropólogo social que busca tipos conduz toda a sua argumentação mais em termos de exemplos particulares do que de padrões generalizados, ele é constantemente tentado a atribuirimportância exagerada àqueles aspectos da organização social que sejam porventura proeminentes nas sociedades em que ele próprio tem experiência direta”.
• “Se pretendemos fugir tanto da criação tipológica, quanto da tendência etnocêntrica, devemos nos voltar para uma espécie diferente de ciência. Em lugar de comparação, tenhamos a generalização, procurar fazer um trabalho inspirado emsuposições”.
• A generalização é indutiva: consiste em perceber possíveis leis gerais nas circunstancias de casos especiais, é um trabalho de adivinhação.
• Mas deve-se saber como adivinhar é assim que entra o pensamento matemático.
• O funcionalismo em sentido matemático, diz respeito aos princípios de operação de sistemas parciais.
• O funcionalismo de Malinowski considera que cadasociedade (ou cultura) como uma totalidade constituída de uma série de coisas discretas, empíricas de espécies bastante diversas (ex: grupos de pessoas, instituições, costumes). Estas coisas estão funcionalmente inter-relacionadas para formar um mecanismo delicadamente equilibrado, e seus interesses se encontravam nos atributos gerais do mecanismo dessas sociedades / cultura.
• ParaRadcliffe-Brown o funcionalismo também era mecânico, embora seu foco de interesse fosse distinguir as diferenças de sociedades.
• Ambos tomam como ponto de partida a noção de que uma cultura o sociedade é um todo empírico constituído de um numero limitado de partes facilmente identificáveis, e que ao compararmos duas sociedades, estamos preocupados em verificar se os mesmos tipos de partes estãopresentes em ambos os casos.
• Para ele um antropólogo tem muito em comum com o engenheiro e as sociedades não são espécies que existem naturalmente, nem tampouco mecanismos feitos pelo homem.
• Afirma que muitas vezes, os cientistas sociais têm que recorrer a analogias, mas critica que os cientistas sociais devam se manter presos a um modelo de analogia.
• A tarefa do cientista social...
tracking img