Ficha de leitura

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 34 (8429 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
- O “caso” Adelaide Coelho/Maria Adelaide Coelho da Cunha na história da comunicação e do jornalismo em Portugal: apenas um exemplo de doença mental nos anos 20 do século XX?
1ª Jornadas de História da Psiquiatria e Saúde Mental CEIS20, 29 e 30 de Abril de 2010

1.O caso Adelaide Coelho/Maria Adelaide Coelho da Cunha

Maria Adelaide Coelho aos 18 anos

Alfredo Carneiro da Cunha

AlfredoCarneiro da Cunha, natural do Fundão, obteve o Bacharelato na Faculdade de Direito de Coimbra em 1885. Exerceu a advocacia e foi fundador de Associação de Jornalistas e Homens de Letras de Lisboa. Na história do Jornalismo ocupa um papel de relevo não só por ter sido Director do Diário de Notícias e da Tipografia Universal mas fundamentalmente pela acção desenvolvida na imprensa jornalística.Devem-se-lhe estudos vários sobre o movimento jornalístico: em 1898 apresentou ao 5º Congresso em Lisboa uma memória sobre a imprensa periódica intitulada A imprensa periódica em Portugal ( versão original em francês) publicada no fim do seu livro sobre o Diário de Notícias ; foi autor dos Relatórios da Associação de Jornalistas e também de um pioneiro estudo sobre a fundação e os fundadores doDiário de Notícias – O Diário de Notícias. A sua fundação e os seus fundadores. Alguns factos para a história do jornalismo português, publicado em 1914 e que amplia um estudo dos inícios do século. Alfredo da Cunha conheceu bem o fundador do Diário de Noticias, Eduardo Coelho que foi seu sogro e sobre o qual escreveu Eduardo Coelho-A sua vida e a sua obra -Alguns factos para a história do jornalismoportuguês contemporâneo, em duas edições, antes de 1904 oferecidas às bibliotecas de todas as escolas oficiais e particulares do país.

CUNHA, Alfredo.(1941). Elementos para a História da Imprensa Periódica Portuguesa (1641-1821). Separata das Memórias da Academia das Ciências de Lisboa, classe Letras, 4.
CUNHA, Alfredo. (1942). Periódicos e Relações, Periodistas e Noticiários.
CUNHA,Alfredo. (1939). Olisipo, Berço do Periodismo Português. O Tricentenárida “Gazeta” Cognominada “da Restauração”.
CUNHA, Alfredo (1914). O Diário de Notícias. A Sua Fundação e os Seus Fundadores.
CUNHA, Alfredo (1941). Jornalismo Nacional: Das Malogradas Associações de Imprensa à Alvitrada Ordem dos Jornalistas Portugueses (Conferência 1929-1942).
CUNHA, Alfredo (1929/1930). O Tricentenário daPublicação do Primeiro Periódico Português. As Relações de Manuel Severim de Faria e as Gazetas da Restauração. Comunicação Que o Sócio Correspondente sr. Alfredo da Cunha fez na Sessão da 2ª Classe em 10 de Abril de 1930. Separata do Boletim da Academia das Ciências de Lisboa, nova série, vols. I e II: 358-371.
CUNHA, Alfredo (1925). Camilo Castelo Branco, Jornalista.
CUNHA, Alfredo (1913). O PortuenseSousa Viterbo. Elogio Lido na Sessão Solene no Ateneu Comercial do Porto em 29 de Dezembro de 1913.
CUNHA, Alfredo (1898). La Presse Périodique en Portugal. Bref Mémoire Présenté au Cinquième Congrès International de la Presse, à Lisbonne. Comunicação ao V Congresso Internacional da Imprensa, Lisboa.
CUNHA, Alfredo (1891). Eduardo Coelho. A Sua Vida e a Sua Obra. Alguns Factos Para a Históriado Jornalismo.

Maria Adelaide Coelho da Cunha, mulher de Alfredo da Cunha viveu tempos singulares em Portugal, dominados pelos acontecimentos da 1ª República, da I Guerra Mundial, do Estado Novo. Na sociedade portuguesa o caso que protagonizou, uma história de amor, veio mostrar a importância das transformações em curso e as consequências no espaço público. Podemos dizer hoje que o seu caso foium drama, um escândalo que abalou a sociedade do seu tempo. E que tal caso teve reflexos importantes nos meios de comunicação, na justiça ao forçar o discurso e o debate público em torno do que era então a psiquiatria (os alienistas), a doença mental e os comportamentos entre homens e mulheres. Enfim o poder dos homens públicos numa época em que a mulher e os seus comportamentos obedeciam aos...
tracking img