Ficha de leitura sobre "sociologia" de anthony guiddens

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1122 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Oficinas de Sociologia I
Novembro de 2012

Ficha de Leitura

Referência bibliográfica:

Guiddens, A. (2010) Sociologia, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian.

De forma a realizar a ficha de leitura proposta pela unidade curricular de Oficinas de Sociologia I, optei por escolher o primeiro capítulo do livro Sociologia de Anthony Guiddens, mais precisamente da página 2 à 15, que aborda aSociologia enquanto ciência. Desta forma, achei pertinente utilizar este capítulo em particular, visto este foi um dos pontos bibliográficos que tinha encontrado relativamente à temática que escolhi inicialmente: “O que é a Sociologia?”.
Guiddens começa por definir as interrogações da Sociologia, definindo-a como

“O estudo da vida social humana, grupos e sociedades. É uma tarefafascinante e constrangedora, na medida em que o tema de estudo é o nosso próprio comportamento enquanto seres sociais. A esfera de acção do estudo sociológico é extremamente abrangente, podendo ir da análise de encontros casuais entre indivíduos que se cruzam na rua até à investigação de processos sociais globais” (Guiddens, 2010: 2).

Desta forma, considera que através da Sociologia, énecessário ir mais além, abordando assim a imaginação sociológica de C. Wright Mills, que implica sobretudo que a vivência dos indivíduos tem impacto sobre a sociedade, do mesmo modo que a sociedade e a história têm influência sobre os indivíduos. De forma a ser mais explícito, Guiddens utiliza o exemplo do café, isto é, considera que ao bebermos café pode ser conotado como tendo um valor simbólico vistoque duas ou mais pessoas podem-se encontrar para beber café com o intuito de terem uma conversa. Por outro lado, o café em algumas sociedades é visto como «droga» por ter aditivos estimulantes e viciantes, tal como o álcool e a marijuana. Contudo, “há sociedades que permitem o consumo de marijuana e mesmo de cocaína, mas desaprovam tanto o café como o álcool” (Guiddens, 2010:2). As pessoas podemoptar por escolher o tipo de café que pretendem beber bem como onde o comprar, o que nos induz ao debate em torno da globalização e as trocas comerciais por todo o mundo. Segundo o autor, o interesse dos sociólogos face a estes acontecimentos visa compreender e explicar estes contrastes, bem como frisar a interação social que existe para além do ato de “beber café e comer algo com outra pessoa”.Ao considerar que “é uma tarefa da Sociologia investigar as relações entre o que a sociedade faz de nós e o que nós fazemos de nós próprios” (Guiddens, 2010:5), Guiddens menciona o conceito de estrutura social, que consiste em explicar que os contextos sociais dos indivíduos não podem ser apenas explicadas pelos seus acontecimentos e ações, visto que eles estão estruturados, ou seja, seguempadrões. Guiddens, utiliza de novo o exemplo do café como explicação deste conceito, ao referir que ao ir a um café, um indivíduo não tem logo uma chávena de café. É necessário deslocar-se até ao café, pedir ao empregado, etc. Todas estas decisões que toma condiciona o negócio que existe à volta do café.
Para o autor, foram muitos os que contribuíram para o pensamento sociológico, sobretudo nos finaisdo século XVIII, devido às mudanças históricas como a Revolução Francesa e Revolução Industrial que resultaram numa alteração de ideias e valores como a liberdade e igualdade de direitos do Homem, o que alterou o mundo social. “A destruição dos modos de vida tradicionais levou os pensadores a desenvolver uma nova concepção dos mundos natural e social” (Guiddens,2010:7) sendo frequente a conotaçãode «pai da Sociologia» a Auguste Comte (1798-1857) visto que foi este pensador que inventou o termo. Da mesma forma que as ciências naturais procuravam explicar o mundo físico, Comte procurava criar uma ciência da sociedade que explicasse as leis do mundo social, postulando assim três estádios. O estádio teológico no qual as ideias religiosas e a crença em Deus eram o guia do pensamento; O...
tracking img