Ferrero rocher

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1151 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Os Romanos





A evolução de Roma :o período monárquico



A Italia é uma península que penetra no Mar Mediterraneo ,entre duas outras :a Península Balcânica e a Ibérica .Tem a leste o Mar Adriático, a oeste o Tirreno e ao sul o Jônico.O relevo é simples .No norte ,os Alpes descem em direção á Planície do Rio Pó;os Apeninos percorrem o corpo central da península até a Sicília, nosul, separando as regiões litorâneas: do Tirreno,com as planícies do Lácio e da Campânia.e do Adriático, onde se destaca a Planície da Apúlia.

O solo fértil permitiu á população,sempre crescente,produzir os alimentos necessário a sua sobrevivência.A falta de bons portos causou certo isolamento da região.


O povoamento da Itália primitiva



Os primitivoshabitantes da Itália eram povos autóctones,da própria região mediterrânea.Ao norte, os LÍGURES;ao sul, os SÍCULOS. Pelo segundo milênio a.C., chegaram os ARIANOS,vindos da Europa central.Foram chamados ILIOTAS e dividiam-se em várias tribos:latinos,sabinos,équos,volscos,samnitas e outros.No sul,a partir do século VIII a .C.,fixaram-se os Gregos,dotados de notável desenvolvimento econômico e cultural;aonorte,instalaram-se os Etruscos,povos de origem provavelmente asiática e os etruscos eram um povo mais importantes,distribuídos em onze cidades unidas numa confederação.






Organização econômica,social e política



Na época, a econômica romana baseava-se em atividades agropastoris.A terra era a riqueza fundamental, o que definia o caráter aristocráticoda sociedade.Osproprietários,Paticios,formavam a camada social dominante.Chamavam-se as gentes,porque se agrupavam numa unidade básica,o gens ou clã,cujo membros se reuniam em torno do mesmo chefe e cultuavam o mesmo antepassado.Havia também os parentes pobres, os Clientes,que prestavam serviços e beneficiavam-se da família.O chefe tinha autoridade sobre todos.Os patrícios agrupavam-se em associações chamadas Cúrias.A evolução de Roma: a implantação da república



A derrubada da Monarquia foi um ato reacionário dos patrícios,que afastaram a realeza comprometida com as camadas inferiores.Os motivos que levaram á implantação da república iriam transparecer nas instituições republicanas.O monopólio do poder passou ao patriciado e a plebe ficou á margem.Os patrícios evitaram a concentração do podernas mãos de uma só pessoa.

Com o passar dos séculos, a república romana se democratizou,com uma crescente participação da plebe no poder.No final do período, o regime romano chegou a aproximar-se de uma República democrática,semelhante a Atenas.Resultava da mistura de elementos monárquicos(magistratura),aristocráticos(Senado)e democráticos(assembléia).


A evolução de Roma:a família,oDireito,a religião e a arte





Nos primeiros tempos da República, os romanos levavam a vida simples.Trabalhavam no campo e alimentavam-se de legumes,vinho,azeite,pão e queijo;carne,ás vezes.Homem vestiam toga,manto traçado em volta do corpo; mulheres usavam pela,um manto longo.

Na família,o pai era o todo-poderoso.Tinha direito ilimitado sobre a mulher,filhos,escravos e bens.Religião



Desde os tempos da fundação de Roma, havia a crença em muitos deuses. Ao longo dos séculos, os romanos assimilaram numerosas influências religiosas. No princípio, as divindades eram cultuadas nos lares e, com a consolidação do Estado, os deuses passaram a ser cultuados publicamente, com sacerdotes presidindo as cerimônias. Conquistada a Magna Grécia, os deuses romanos se confundiramcom os gregos, aos quais foram atribuídos nomes latinos.
A expansão territorial e o advento do Império levaram à incorporação de cultos orientais, além daqueles de origem helenística. Os romanos cultuavam, por exemplo, o deus persa Mitra, o que incluía a crença em um redentor que praticava o batismo e a comunhão pelo pão e pelo vinho.

Os deuses



Júpiter,Marte e Quirino constituíram a...
tracking img