Feromonios

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2907 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
RELATOS DE SALA DE AULA

Ana Luiza de Quadros

Esta seção é um espaço para professores e professoras socializarem suas experiências relacionadas ao ensino de química. Ao se dar atenção às vivências de sala de aula, busca-se intensificar a reflexão sobre as práticas, como forma de melhorá-las. O argigo desse número apresenta uma abordagem do tema feromônios no ensino da química orgânica nonível médio, visando à valorização, por parte dos alunos, de relações entre substâncias químicas e contextos/problemas estudados.

A

possibilidade de alguma oposição à excessiva preocupação com o vestibular. Na verdade, o vestibular nunca fez muita diferença na seleção dos conteúdos com que eu trabalhava, mas me inquietava a sensação de que ele era superdimensionado, fazendo-se presente como umfantasma nas falas de alunos e de colegas da nossa ou de cotidiano e ensino de química, ensino-aprendizagem, feromônios, química outras áreas. Eu queria que o papel fororgânica mador do ensino de química fosse mais valorizado que seu lado meramente informativo. Pesquisei junto à comunidade escolar sobre a importância do ensino o iniciar minhas atividades mento químico com que eu trabalhava dequímica na formação do técnico como professora de química menos asséptico, que pudesse criar agrícola. A relação que logo sobressaiu no nível médio — recém-forinter-relações com as demais áreas e foi com os fertilizantes e pesticidas. mada, cheia de sonhos e de vontade com os contextos de vida das pesProcurei bibliografia de realizá-los —, deparei-me com uma soas. Ao serem especializada em quírealidadecontraditória, que poderia até Trabalhei nos últidesenvolvidos estudos mica agrícola e percechamar de perversa. Os alunos e alumos três anos na Esrelacionados ao bi a priorização de nas mostravam ter muito mais sonhos cola Agrotécnica Fecontrole de pragas, abordagens relaciodo que eu e expressavam expectativas deral de Sertão (RS), sobressaía-se a visão nadas ao tema agroque eu não queria verfrustradas. Mas que forma anualmente de que os agentes que tóxicos, suas formulalembro-me que, apesar da vontade de cerca de 140 técnicos agridem o homem e o ções, princípios ativos fazer da química um instrumento de agrícolas. Na escola, o ambiente eram etc. Embora fosse, trabalho capaz de contribuir para a ensino de química faz químicos, enquanto sem dúvida, parte da formação daqueles jovens e lhesperparte do núcleo cooutros, que não mitir o exercício pleno da cidadania, mum. Considerando química, angustiavaagridem, eram sentia-me despreparada e insatisfeita. especialmente que esme ver que somente considerados Diante de mim eu via os alunos, com se ensino está ameaesse tema era valoribiológicos ou seus mundos e seus sonhos, mas çado de ser extinto nas zado na abordagem alternativos. Os eramos livros didáticos que pareciam escolas técnicas, julgo da química na agriculferomônios, por ditar o que eu deveria fazer. ser importante o pretura. Ao serem desenexemplo, eram Algumas outras percepções foram sente relato da expevolvidos estudos relaencarados como me inquietando. Por exemplo, me anriência que desenvolvi cionados ao controle produtos biológicos, gustiava ver que os alunos ealunas — durante esses anos na de pragas, nos textos não químicos e praticamente toda a sociedade — escola. e discussões, sobresconsideravam a química muito difícil e Ao ingressar no ensaía-se a visão de que a viam como causadora de efeitos presino técnico, especificamente na área os agentes que agridem o homem e o judiciais à saúde e ao ambiente. Essas agrícola, percebi que eu tinha um forte ambienteeram químicos, enquanto preocupações me levaram a procurar, aliado no meu pensar acerca das outros, que não agridem, eram consina minha prática pedagógica, camiaprendizagens de química: a profissioderados biológicos ou alternativos. Os nhos que pudessem tornar o conhecinalização — não por si só, mas pela feromônios, por exemplo, eram encaraQUÍMICA NOVA NA ESCOLA Feromônios N° 7, MAIO 1998

7...
tracking img