Fernando pessoa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1350 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]
O eterno solitário

1. Ouve com atenção a leitura do texto "O eterno solitário".
1.1. Identifica as afirmações verdadeiras e as falsas (considera também falsas as afirmações apenas parcialmente verdadeiras).

a. Fernando Pessoa nasceu no final do século passado, em Lisboa.
b. O facto de ter nascido a 13 de junho, dia de Santo António, não teve qualquer influência na vida do poeta.c. Alguns anos após a morte do marido, Maria Nogueira, a mãe de Fernando Pessoa, casou-se novamente e a família mudou-se para uma das antigas colónias portuguesas, em África.
d. Não tendo amigos com quem brincar, Pessoa decide inventá-los e nomear cada um deles.
e. Estes amigos imaginários estiveram na origem da criação dos heterónimos que, mais tarde, assinariam algumas das suas composiçõespoéticas.
f. Em África, estudou e escreveu em inglês com algum sucesso.
g. Ainda jovem, regressou a Portugal, contrariando a família pelo facto de se ter inscrito num curso de Letras, na Universidade de Lisboa.
h. Com o dinheiro herdado da avó, abriu um pequeno negócio, o que lhe permitiu dedicar-se à atividade de tradutor e correspondente comercial.
i. Já no início do século XX, após oregicídio, o poeta despertou para a vida política, envolvendo-se em ações revolucionárias.
j. O seu patriotismo inspirou a obra poética Mensagem, um dos poucos trabalhos do poeta publicado em vida.
k. Com a instauração da República, Pessoa fez amizade com outros escritores que, como ele, receavam as mudanças que o acontecimento pudesse provocar.
l. Em 1914, surgem os seus principais heterónimos,amigos reais que assinaram muitos dos seus poemas.
m. Os mais famosos heterónimos pessoanos são Alberto Caeiro, Ricardo Reis e Álvaro de Campos.
n. Juntamente com Almada Negreiros, Mário de Sá-Carneiro e um dos seus heterónimos funda a revista Orpheu, onde, durante muitos anos, é publicada a obra poética destes escritores.
o. Esta revista foi publicada com o intuito de romper com as convençõespoéticas da época, escandalizando o público, apesar do seu sucesso.
p. Por se dedicar por completo à paixão pela poesia, Fernando Pessoa nunca se permitiu ter uma relação amorosa com Ofélia Queirós, a mulher que amava. .
q. É da autoria de Pessoa, um slogan a uma famosa marca de refrigerantes, que nunca foi utilizado, dado que o Governo proibiu a bebida em Portugal.
r. Essa frase exprime aideia de que o que é diferente não é facilmente aceite, mas que, com o tempo, pode tornar-se imprescindível.
s. Com o heterónimo Raphael Baldaya, escreveu um livro sobre astrologia, tema que sempre o entusiasmava.
t. Fernando Pessoa morreu aos quarenta e sete anos, estando hoje sepultado no Mosteiro dos Jerónimos, ao lado de Camões.

1.2. Após uma segunda audição, corrige as asserções incorretas.2. A partir dos dados obtidos, redige o curriculum vitae de Fernando Pessoa


















Correção:
1.1. e 1.2. a. F (Fernando Pessoa nasceu no final do século XIX.);
b. F (Por ter nascido no dia de Santo António, tem António no nome.);
c. F (A família muda-se para Durban, na África do Sul.);
d. V;
e. V;
f. V;
g. F (Fernando Pessoa contraria a família ao abandonar ocurso de Letras);
h. F (Com o dinheiro herdado, Pessoa funda uma tipografia que acaba por falir; depois disso é que exerce as atividades de tradutor e correspondente comercial.);
i. F (Pessoa não se envolve diretamente na política.);
j. V;
k. F (Os escritores que Pessoa conhece, estão, como ele, esperançados na mudança.);
l. F (Os heterónimos são "personagens" com vida própria criadas porPessoa.);
m. V;
n. F (A revista Orpheu não dura muito - publicam-se apenas dois números);
o. V;
p. F (Pessoa mantém uma relação com Ofélia, ainda que atribulada.);
q. V;
r. V;
s. V;
t. V.











Transcrição do registo áudio
“O eterno solitário”

13 de junho de 1888 podia ter sido mais um dia de Santo António. Mas não foi.
Nesta data nasce, em Lisboa, o filho de...
tracking img