Fernando pessoa dor de pensar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (308 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Fernando Pessoa Ortónimo


“A dor de pensar…”


Subjugado pelo poder do pensamento e da imaginação, Fernando Pessoa deseja experienciar estados de inconsciência despoletados pelaintelectualização do sentir.






Fernando Pessoa foi dos que mais sofreram com o terrível paradoxo. Vocacionado para o exercício exaustivo de uma inteligência esquadrinhadora que, na clausurado “eu”, é vizinha impotente do caos obscuro da vida, e cuja presença vigilante se manifesta até quando a intuição ou a imaginação poéticas alcançam a sua hora, experimentou, a par do orgulho deconhecer afirmando-se contra a voragem, a pena mais frequente de lhe ser inacessível a felicidade dos que não conhecem. O privilégio de uma extraordinária licidez paga-se caro.Quanto mais humano maisdesumano.




Jacinto do Prado Coelho, in Diversidade e Unidade em Fernando Pessoa. Ed. Verbo












“Gato que brincas na rua”


• A imagem-símbolo é o gatoque brinca na rua, de forma instintiva e natural – “como se fosse na cama”.
• O sujeito poético inveja esse viver instintivo do gato, a sua irracionalidade e, consequentemente, a suafelicidade.
• A tomada de consciência por parte do “eu” lírico da fragmentação interior que o domina – “vejo-me e estou sem mim”.
• A auto-análise permanente – “conheço-me e não sou eu.”Fernando Pessoa foi dos que mais sofreram com o terrível paradoxo. Vocacionado para o exercício exaustivo de uma inteligênciaesquadrinhadora que, na clausura do “eu”, é vizinha impotente do caos obscuro da vida, e cuja presença vigilante se manifesta até quando a intuição ou a imaginação poéticas alcançam a sua hora,experimentou, a par do orgulho de conhecer afirmando-se contra a voragem, a pena mais frequente de lhe ser inacessível a felicidade dos que não conhecem. O privilégio de uma extraordinária licidez paga-se...
tracking img