Fernado

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 22 (5437 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FMUP
Psiquiatria e Saúde Mental ‐ 5º Ano

“Paranóide”

Termo descritivo
▪ Sintomas
▪ Síndromes
▪ Tipos de Personalidade

Não é um diagnóstico

Sintomas paranóides
Ideias sobrevalorizadas ou delírios
▪ Mais frequentemente de tipo persecutório

Síndromes paranóides
Os delírios paranóides constituem uma parte proeminente de um conjunto de
síndromes característicos, tais como ociúme patológico e erotomania

Perturbação paranóide da personalidade
Ideias de auto‐referência
Hipersensibilidade a humilhações (reais ou imaginárias) e rejeição
Combatividade
Excessivo auto‐conceito

Classificação e diagnóstico dos síndromes paranóides facilitada pela divisão em
dois grupos distintos

Sintomas paranóides que ocorrem no contexto de uma patologia de base
▪ Esquizofrenia,Perturbações do Humor, Perturbação mental de etiologia orgânica

Sintomas paranóides que ocorrem sem evidência de uma patologia de base
▪ Várias designações: estados paranóides, psicoses paranóides
▪ Perturbação Delirante (DSM‐IV e CID‐10)

Os delírios paranóides mais frequentes são os persecutórios
O termo “paranóide” também é aplicado a delírios menos comuns
Grandeza
Ciúme
ErotomaniaQuerelante
Religioso

Porquê agrupar estes tipos de delírios dentro dos paranóides?
O termo paranóide implica uma distorção mórbida das crenças ou atitudes que envolvem o
relacionamento do próprio com terceiros
Se alguém acredita erradamente ou com base em factos falsos, que está a ser perseguido,
engrandecido, traído ou amado por uma pessoa famosa, então, em cada caso, está a
construiruma relação morbidamente distorcida entre o próprio e outras pessoas

Ideias de auto‐referência
Surgem em pessoas com um auto‐conceito desadequado
O indivíduo sente que as pessoas reparam em si (nos autocarros, restaurantes, ou
outros locais públicos) e que observam coisas sobre si que preferia manter privadas
No entanto, o doente apercebe‐se que estes sentimento têm origem dentro de sipróprio e que não reparam mais nele do que em outras pessoas, mas não consegue
deixar de ter esse sentimento desproporcionado e sem motivo aparente

Delírios de auto‐referência
Ideias de referência, mas com convicção irredutível e inabalável perante a lógica
(convicção delirante)
Toda a vizinhança tece comentários sobre o próprio, de uma forma completamente
inverosimel, ou podem aparecerreferências à sua pessoa nos media
Pode ouvir alguém na rádio falar sobre um tema acerca do qual esteve a pensar, pode
estar a ser perseguida, observada e as suas conversas gravadas

Delírios persecutórios
O indivíduo acredita que uma pessoa, uma organização ou um poder estão a tentar matá‐lo,
prejudicá‐lo de alguma forma ou a estragar a sua reputação. Este sintomas pode assumir
diferentesformas, desde a convicção de estar a ser perseguido por alguém em particular, até a
conspirações vagas, bizarras ou impossíveis

Delírios de grandeza
Podem ser divididos em delírios de capacidades/poderes grandiosos ou delírios de identidades
grandiosas
Os sujeitos com delírios de capacidades grandiosas acreditam que são escolhidos por algum
poder, destino ou propósito especial, devido ao seutalento fora do vulgar. Pode achar ser capaz
de ler o pensamento dos outros, ser mais inteligente do que os outros, ser inventor de máquinas
ou capaz de resolver problemas matemáticos que estão para além da compreensão da maioria
das pessoas
Os sujeitos com delírio de identidade grandiosa acreditam ser famosos, ricos, intitulados ou
parentes de pessoas importantes (ex: realeza)

EtiologiaQuando os sintomas paranóides surgem no contexto de uma doença primária,
os factores etiológicos principais são aqueles que determinam essa doença

Porque é que só algumas pessoas desenvolvem sintomas paranóides ?
Personalidade Pré‐mórbida
▪ Os sintomas paranóides têm maior probabilidade de ocorrer em pacientes com
personalidade prévia tipo paranóide
▪ Kretschmer (1927) defendia que...
tracking img