Fenologia da ameixa americana

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2839 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução e Revisão de Literatura:

INTRODUÇÃO

Restinga pode ser definida como um terreno arenoso e salino, próximo ao mar e coberto de plantas herbáceas características. Segundo a Resolução CONAMA N°07 de 23 de julho de 1996, “entende-se por vegetação de restinga o conjunto das comunidades vegetais, fisionomicamente distintas, sob influência marinha e fluvio-marinha. Estas comunidades,distribuídas em mosaico, ocorrem em áreas de grande diversidade ecológica sendo consideradas comunidades edáficas por dependerem mais da natureza do solo que do clima”.


A Restinga possui uma vegetação mista, composta por árvores, arbustos, epífitas, trepadeiras, muitas bromélias de chão e samambaias. A vegetação da Restinga se caracteriza por folhas rijas e resistentes, caules duros eretorcidos e raízes com forte poder de fixação no solo arenoso. Nas proximidades da praia aparecem arbustos de pequeno porte, de 1,5 a 2 m de altura (MAGALHÃES, 2003).

Existem diversas espécies conhecidas que são exclusivas do bioma de restinga como por exemplo as espécies frutíferas mais difundidas nestas regiões destacam-se o coqueiro (Cocos nucifera), o cajueiro (Anacardium occidentale L.) e o murici(Byrsonima crassifolia H.B.K.) (BRASIL,1973).


A correta determinação do estádio de maturação em que um fruto se encontra é essencial para que a colheita seja efetuada no momento certo. Para isso, são utilizados os chamados índices de maturação. Esses índices compreendem medidas físico-químicas que sofrem mudanças ao longo da maturação dos frutos. Os índices de maturação devem assegurar aobtenção de frutas de boa qualidade, durante o armazenamento (KLUGE, NACHTIGAL e BILHALVA,2002). O presente projeto de pesquisa objetiva caracterizar as alterações físicas, físico-químicas e químicas durante o crescimento dos frutos da Ameixa, da antese até a senescência, visando à definição do ponto de colheita ideal.

E essa caracterização deve ser obtida a partir dos estudos fenológicosrealizados semanalmente no jardim botânico de são Gonçalo, localizado em São Gonçalo do Amarante no estado do ceará, onde foram separadas 10 plantas da ameixa americana para ser feita a fenologia de acordo com o método de Fournier e Charpantier (1975).






REVISÃO DE LITERATURA


Vegetação litorânea

Segundo Silva (1999), a vegetação das Restingas brasileiras é um conjunto de formasvegetacionais distintas não só em escalas mais detalhadas, regionais ou locais, como também quando se considera toda sua área de ocorrência ao longo da costa brasileira.

Ecologicamente, as restingas são ecossistemas costeiros, fisicamente determinados pelas condições edáficas (solo arenoso) e pela influência marinha, possuindo origem sedimentar recente (início no período Quaternário), sendo que asespécies que ali vivem (fauna e flora) possuem mecanismos para suportar os fatores físicos dominantes como: a salinidade, extremos de temperatura, forte presença de ventos, escassez de água, solo instável, insolação forte e direta, entre outros.




São raras as áreas de restinga ainda com características naturais, muito poucas protegidas em unidades de conservação, como o Parque Estadual deSetiba (ES) e o Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba (RJ). Uma análise da distribuição de unidades de conservação no país demonstra claramente a pouca representatividade dos ecossistemas de restingas, em relação a outros ecossistemas, como a floresta tropical (ESTEVES; LACERDA, 2000). No Nordeste existe uma das poucas áreas de restinga protegidas no Brasil, Segundo IBAMA (2001), a flora da APA deJericoacoara possui representantes comuns à toda costa do litoral oeste do Ceará ou às formações de dunas e restingas do litoral brasileiro.


De acordo com Esteves e Lacerda (2000), apesar da ameaça real à existência deste ecossistema, somente nas duas últimas décadas, as restingas brasileiras têm sido alvo de estudos mais sistematizados. Embora ainda pouco numerosos e concentrados...
tracking img