Felicidade de epicurismo e estocismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (458 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Não há prazer imediato, não é esta a maneira que o Epicurismo usa para tratar a questão. Claro, o homem mediano, vulgar, irá compreender o prazer da “pior” maneira possível, porém, o prazer buscadodeve ser avaliado pela razão, ser escolhido de maneira prudente
O prazer deve ser dominado e nunca o contrário.Viver feliz é o princípio e o fim. Não existe a necessidade de poder ilimitado, ganânciae outros. Deve-se saber e ter discernimento para separar aquilo que é prudente.
Epicuro busca um prazer dosado, controlado, que possa trazer felicidade, paz e liberdade. Não é vulgar ou libertino.
Otipo de prazer pregado por Epicuro gera ou busca a tranqüilidade da alma, dando ao homem que é justo a justiça e a serenidade, conceitos repletos de valores éticos importantes e também podem serencontrados nas doutrinas Budistas e outras.
Observe com atenção, que os valores filosóficos, que tendem normalmente para a universalização de valores, bastam para uma busca de felicidade. Não existe anecessidade de gerar medo, como é padrão para a maioria das religiões ocidentais, com pregações sobre o inferno, pecado, culpa, o respeito a um deus místico qualquer, tudo repleto de hipocrisia, defalhas, de falta de sentido e contradições, mesclados e embasados em textos editados, reeditados, traduções nem sempre muito fiéis, etc.
A natureza inspirou e inspira o Homem que busca desvendar os seusmistérios. Especialmente no passado e ainda nos dias de hoje, a natureza recebe aspectos místicos e mágicos, e de diversas formas norteia o desenvolvimento humano. Muda a decoração, mudam os nomesdos deuses, mudam os tipos de devoção e rituais, porém, dela surgem as coisas, pois nela estamos incluídos. Compreenda natureza de forma bem ampla, como cosmos, como universo, que é algo que surgiu háUniverso surgiu há aproximadamente 14 bilhões de anos e a vida, na Terra ao menos, há uns 4 bilhões. Interessante é tentar imaginar, uma vez que tudo é criação de um “Deus”, como muitos insistem em...
tracking img