Feedback

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2429 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
. INTRODUÇÃO

Feedback é o processo em que uma pessoa transmite a outra sua percepção a respeito do comportamento desta última. O fornecimento de feedback é importante na construção de um bom relacionamento interpessoal. Quando uma pessoa pede feedback a outra, o feedback ajuda a pessoa que o recebe a adquirir uma visão mais realista de si própria e a ajustar seu comportamento de modo afavorecer relações mais amistosas.

Não se deve esquecer, porém, de que, ao fornecer feedback, não se pode ferir a auto-estima do receptor. É preciso, portanto, examinar de que modo o feedback deve ser fornecido de modo a não agredir o interlocutor.


2. JULGAMENTOS AUTOMÁTICOS – O RESPEITO AO OUTRO

Uma causa importante de dificuldade no relacionamento interpessoal é que todos nós somos “rápidosno gatilho”, isto é, costumamos julgar as ações dos outros de forma natural, automática, sem pensar, como se fôssemos juízes do comportamento alheio. Formulamos rapidamente um julgamento sobre a pessoa tão logo tomamos conhecimento do que ela fez. Isso ocorre porque a ação do outro nos provoca emoções, mesmo que o ato não seja dirigido a nós. A rapidez no ato de criticar faz com que, muitas vezes,a crítica seja equivocada.

É preciso compreender de uma vez por todas que:

· Ninguém é juiz de ninguém – ninguém nasceu com o direito de criticar quem quer que seja, ninguém tem autoridade natural para isso. A única exceção são os julgamentos morais, em que avaliamos os atos alheios do ponto de vista ético;

· É falta de respeito criticar alguém para exibir a própria inteligência, para sesentir importante ou superior, ou para menosprezar o outro;

· A crítica só é legítima quando o objetivo de quem critica é (a) ajudar a outra pessoa ou (b) defender a própria auto-estima;

· Quem quer criticar alguém deve fazê-lo sem ofender o outro.


3. A EMOÇÃO ATRAPALHA O FEEDBACK

Uma das razões pelas quais é difícil dar um feedback adequado é que, em geral, quem dá o feedback estádominado pela emoção. O caso mais típico é aquele em que sou dominado pelo ódio em virtude de algo dito pelo outro que me ofende ou humilha. Mesmo quando não sou criticado nem insultado, alguém pode fazer algo que eu não aprovo. Nesse caso, posso ser tomado por algum tipo de sentimento, por exemplo, de desprezo ou raiva em relação ao outro, sentimento que me leva a criticá-lo de um modo que agridesua auto-estima. Se alguém emite uma opinião que julgo errada, posso dar-lhe feedback dizendo-lhe que está errado simplesmente para mostrar minha inteligência ou para me sentir importante ou superior. Em todos esses casos, provavelmente meu feedback será agressivo e ofensivo.


4. JULGAMENTO x COMPREENSÃO

Não se pode julgar os atos de uma pessoa sem conhecer suas razões. O comportamento queparece criticável à primeira vista pode se tornar aceitável quando se descobre os motivos que levaram a pessoa a agir daquele modo. Assim, sempre que eu tomar conhecimento de um ato aparentemente reprovável, uma atitude mais prudente seria perguntar: “Por que ele (ela) fez isso?” Ao formular essa pergunta, eu “esfrio” minhas emoções e me obrigo a suspender o julgamento até conhecer as razões daoutra pessoa. Quando procuro saber os motivos de um indivíduo, eu tento compreender essa pessoa em vez de julgá-la. Existe, portanto, uma atividade que sempre deve vir antes da formulação de qualquer crítica: é a compreensão dos motivos do outro.

A compreensão das razões da outra pessoa envolve uma habilidade chamada empatia. Empatia é a capacidade de se pôr no lugar dos outros e de compreendercomo se sentem. A pessoa empática tenta colocar-se no lugar da outra pessoa para ver as coisas como ela as vê, tenta entender como a outra pessoa está raciocinando, como ela está se sentindo, como certas coisas a estão afetando e a estão levando a agir de determinada maneira.


5. ACEITAÇÃO DO OUTRO

Um fator crítico no relacionamento interpessoal é a capacidade de as pessoas se aceitarem...
tracking img