Favelas e pobreza

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1332 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PROJETOS II: PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE NEGÓCIOS


TRABALHO: PROJETO DE PESQUISA




Resumo



No livro de Mike Davis, o Planeta das Favelas (Planet of Slums, 2006), o Banco Mundial na década de 1990 “advertia” – quase no estilo dos comunicados do Ministério da Saúde – que “a pobreza urbana se tornaria o problema mais importante e politicamente explosivo do (novo) século. Apreocupação com um tom denuncista leva a abordagem a um certo paroxismo, sobretudo com a afirmação de que na década de 1970 “os governos do Terceiro Mundo abdicaram da batalha contra a favela”, ao passo que “as instituições de Bretton Woods” iam assumindo o papel predominantemente de parâmetros para a política habitacional urbana.


Ainda no livro, a favela permanece como um campo de concentração, umacondição totalizante sem saída possível: “as favelas, apesar de serem funestas e inseguras, têm um esplêndido futuro”, esclarece ironicamente para, logo em seguida, complementar: “por um breve período, o campo conterá a maioria dos pobres do mundo, mas essa honraria às avessas será transmitida para as favelas urbanas por volta de 2035”. Os pobres passarão assim do campo ao “campo de concentração”,que seriam as favelas.


A dita regularização fundiária está longe de se reduzir a uma “canetada”. Infelizmente, a imagem as suposta oposição entre Estado e mercado não dá conta da realidade de uma burocracia de Estado que só funciona somente do ponto de vista do mercado. Além disso o mercado imobiliário e fundiário já existe nas favelas e que, por causa da não regularização, esse mercado, namaioria dos casos, fica sob os “auspícios” das várias articulações do monopólio ilegal ou até criminal do uso da força. Nas favelas, há uma estratificação social, muitas vezes bastante violenta.



Sumário




1- Tema
2- Problema
3- Introdução
4- Hipótese
5- Justificativa
6- Objetivos da Pesquisa
6.1 - Objetivo Geral
6.2 - Objetivo Específico7- Metodologia
8- Orçamento
9- Cronograma
10- Referências Bibliográficas
1 – Tema:

Favelas e Pobreza: Quando e como se criaram as favelas no Rio de Janeiro
Planejando um Desenvolvimento “Cidadão” Sustentável.


2 - Problema:


O povoamento desordenado das favelas levou a população a viverem em condições muito precárias.


3 - Introdução:Origem da palavra Favela: favela surge no episódio histórico conhecido por Guerra de Canudos.
A cidadela de Canudos foi construída junto a alguns morros, entre eles o Morro da Favela, assim batizado em virtude da abundância de uma planta popularmente chamada de favela que encobria a região. Alguns dos soldados que foram para a guerra, ao regressarem ao Rio de Janeiro em 1897, deixaramde receber o soldo, instalando-se em construções provisórias erigidas sobre o Morro da Providência. O local passou então a ser designado popularmente Morro da Favela, em referência à "favela" original. O nome favela ficou conhecido e na década de 1920, as habitações improvisadas, sem infra-estrutura, que ocupavam os morros passaram a ser chamadas de favelas.

As favelas cariocas possuemaspectos que as diferenciam das do resto do Brasil, com as de São Paulo. No Rio de Janeiro, esse tipo de assentamento urbano é mais populoso, predominando favelas com mais de mil domicílios, além do surgimento dos chamados "complexos de favelas", que são aglomerados de vários assentamentos subnormais próximos que acabaram por se conurbar, um fenômeno mais raro no restante do país. Outracaracterística das favelas cariocas é a sua proximidade de áreas nobres e centrais, o que cria um forte contraste social.

[pic]

A história das políticas públicas relacionadas à questão urbanística e habitacional implementadas em comunidades de baixa renda tem nos mostrado:
- uma descontinuidade nas ações do poder público para esses espaços;
- uma ausência da participação da comunidade;
-...
tracking img