Fatores que alteram o efeito de um farmaco

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2201 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Fatores
Capazes de modificar a resposta de fármacos

Grupo:Angela,Fernanda Araujo,Miriam,Nayara Rodrigues e Patrícia Toledo
Turma:F5

FATORES CAPAZES DE MODIFICAR A RESPOSTA DE FÁRMACOS:

FATORES DEPENDENTES DO FÁRMACO:
-Outros medicamentos
-Exposições ocupacionais e químicas,etc.

FATORES DEPENDENTES DO PACIENTE:
-Idade
-Peso
-Inanição
-Dieta
-Febre
-Sexo
-Gravidez,etc.FATORES DEPENDENTES DO AMBIENTE:
-Luz solar
-Estação do ano
-Hora do dia,etc.

FATORES INDIVIDUAIS QUE AFETAM O
METABOLISMO DOS FÁRMACOS
Por diversas razões, as velocidades das reações de biotransformação podem variar acentuadamente de uma pessoa para outra. Entre esses fatores, os mais importantes são discutidos a seguir.

FARMACOGENÔMICA
Os efeitos da variabilidade genética sobre ometabolismo dos fármacos constituem uma importante parte da nova ciência da farmacogenômica.Certas populações exibem polimorfismos ou mutações em uma ou mais enzimas envolvidas no metabolismo dos fármacos, modificando a velocidade de algumas dessas reações e eliminando outras por completo.
Essas diferenças farmacogenéticas devem ser consideradas nas tomadas de decisões terapêuticas e na dosagem dosfármacos.Por exemplo, um em cada 2.000 caucasianos é portador de uma alteração genética na enzima plasmática colinesterase, que metaboliza um relaxante muscular, a succinilcolina (entre outras funções). Essa forma alterada da enzima apresenta uma redução de afinidade pela succinilcolina de cerca de 1.000 vezes, resultando em eliminação mais lenta e em circulação prolongada do fármaco ativo. Casoseja alcançada uma concentração plasmática de succinilcolina suficientemente alta, podem ocorrer paralisia respiratória e morte, a não ser que o paciente receba suporte com respiração artificial até que ocorra a depuração do fármaco.Pode-se observar uma situação semelhante com a isoniazida,
um dos fármacos considerados no tratamento da tuberculose da Srta. B. A variabilidade genética, na forma detraço autossômico recessivo disseminado, que resulta em diminuição da
síntese de uma enzima, leva a um retardo do metabolismo desse fármaco em certos subgrupos da população dos Estados Unidos. A enzima em questão é a N-acetiltransferase, que inativa a isoniazida por uma reação de acetilação (conjugação). O fenó-tipo de “acetilador lento” é expresso em 45% dos indivíduos brancos e negros nosEstados Unidos e por alguns europeus que vivem em altas latitudes norte. O fenótipo de “acetilador rápido” é encontrado em mais de 90% dos asiáticos e nos inuítes dos Estados Unidos. Os níveis sangüíneos de isoniazida estão quatro a seis vezes mais elevados nos acetiladores lentos do que nos acetiladores rápidos. Além disso, como o fármaco livre atua como inibidor das enzimas P450, os acetiladoreslentos estão mais sujeitos a interações medicamentosas adversas. Caso a
Srta. B expresse o fenótipo de acetilador lento, e a sua dosede isoniazida não for diminuída com base nesse fato, a adição de isoniazida a seu esquema posológico pode potencialmente
ter um efeito tóxico.

ETNICIDADE E POLIMORFISMOS GENÉTICOS

Alguns aspectos genéticos da etnicidade afetam o metabolismo dos fármacos. Emparticular, as diferenças observadas nas ações de fármacos entre etnicidades têm sido atribuídas a
polimorfismos em genes específicos. Por exemplo, a 2D6 do P450 é funcionalmente inativa em 8% dos caucasianos, porém em apenas 1% dos asiáticos. Além disso, os afro-americanos
exibem uma alta freqüência de um alelo 2D6 do P450, que codifica uma enzima com atividade diminuída. Essas observações sãoclinicamente relevantes, visto que a 2D6 do P450 é
responsável pelo metabolismo oxidativo de cerca de 20% dos fármacos — incluindo muitos antagonistas e antidepressivos tricíclicos — e pela conversão da codeína em morfina.
Em alguns casos, um polimorfismo no gene-alvo constitui a base de diferenças étnicas observadas na ação de determinados fármacos. A atividade da enzima epóxido de vitamina...
tracking img