Fatores que alteram a atividade enzimática

Fatores que alteram a atividade enzimática
•temperatura
A temperatura influi na atividade e o ponto ótimo representa o máximo de sua atividade. A temperatura baixa, as enzimas encontram-se muitorígidas e quando se supera um valor muito considerável (maior que 50 graus Celsius) a atividade cai bruscamente porque como a proteína, a enzima se desnatura.
Em geral os aumentos de temperaturaaceleram as reações químicas: a cada 10 graus de aumento, a velocidade da reação se duplica. As reações catalisadas por enzimas seguem esta lei geral. Entretanto sendo proteínas a partir de certatemperatura, começam a desnaturar-se pelo calor. A temperatura na qual atividade catalítica é máxima chama-se temperatura ótima. Acima desta temperatura o aumento de velocidade da reação devido a temperatura écompensado pela perda de atividade catalítica devido a desnaturação térmica, e a atividade enzimática decresce rapidamente ate anular-se.
A manutenção do organismo depende das reações químicas,porem, a temperatura de 36 graus e o pH neutro(aproximadamente 7,0) condições apresentadas pelo corpo, não são favoráveis ao desenvolvimento de todas as reações.A digestão das proteínas em aminoácidos é umprocesso que ocorre diariamente no trato digestório. Essa “quebra” de proteínas também ocorre normalmente em laboratórios que desejam obter aminoácidos em sua forma livre. A diferença esta no fato deque para conseguir romper as ligações peptídicas fora do organismo humano, os cientistas precisam submeter as proteínas a processos de fervura em meio acido ou básico, já no interior do organismo asenzimas exercem esse papel naturalmente, são os catalisadores biológicos.




•ph
Outro fator que afeta a forma das proteínas é o grau de acidez do meio, também conhecido como pH (potencialhidrogeniônico). A escala de pH vai de 0 a 14 e mede a concentração relativa de íons hidrogênio (H+) em um determinado meio. O valor 7 apresenta um meio neutro, nem ácido nem básico. Valores próximos...
tracking img