Farmacologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3541 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
rmac

Farmacologia

Marcelle Mariz Moura
Nº10
Profª Rita de Cássia
Turma A-277
Escola Técnica Frei Galvão
Anticonvulsivantes

1. Gardenal (Fenobarbital)
Indicações: é um medicamento que age no sistema nervoso central, utilizado para prevenir o aparecimento deconvulsões em indivíduos com epilepsia ou crises convulsivas de outras origens.
Reações adversas: Informe seu médico o aparecimento de reações desagradáveis. Com o uso de fenobarbital (gardenal) pode ocorrer sonolência, dificuldade para acordar e, às vezes, dificuldade para falar. Problemas de coordenação motora e de equilíbrio, vertigem com cefaleia, reações alérgicas de pele, dores articulares,alterações de humor e anemia.

2. Rivotril (Clonazepam)
Indicações: indicado na maioria das formas clínicas da epilepsia do lactente e da criança, especialmente ausências típicas e atípicas (Síndrome de Lennox), Síndrome de West, crises tônico-clônicas generalizadas primárias ou secundárias. Rivotril está igualmente indicado nas epilepsias do adulto e nas crises focais.
Reações Adversas: éhematologicamente bem tolerado e não apresenta para-efeitos renais, hepáticos ou gastrintestinais, inclusive em uso prolongado. Os efeitos secundários observados estão relacionados ao efeito sedativo e miorrelaxante do Rivotril e consistem, acima de tudo, em fadiga, sonolência, depressão respiratória, incontinência urinária, hipotonia muscular ocasional, distúrbios visuais e de coordenação tendem aocorrer no início da terapêutica. Pode provocar a hipersecreção salivar ou brônquica em lactantes ou crianças pequenas; é indispensável, portanto, assegurar que as vias aéreas permaneçam livres. Excepcionalmente, podem ocorrer reações paradoxais como excitação, irritabilidade e agressividade.
Cuidados de Enfermagem:
* Descartar a solução exposta ao ar por mais de 30min.
* Monitorizaras funções cardíaca, hepática e renal do paciente.
* Observar nível de consciência.
* Não suspender a droga subitamente.
* Relatar ao médico a ocorrência de qualquer reação adversa (agitação, sonolência, nervosismo, alucinação, náusea, vômito).
* Observar o local da infusão quanto a sinais de flebite.
* Recomendar ao paciente que evite atividades que requerem estado de alertadurante a terapia, pois pode causar sonolência, confusão e insônia.
* Administrar a medicação conforme prescrição médica.
* Monitorizar os sinais vitais.



Antibióticos

1. Cefalexina
Indicações: Indicada para o tratamento das seguintes infecções quando causadas por cepas sensíveis dos seguintes microrganismos: Sinusites bacterianas causadas por estreptococos, S. pneumoniaee Staphylococcus aureus (somente os sensíveis à meticilina).
Infecções do trato respiratório causadas por S. pneumoniae e S. pyogenes (a penicilina é o antibiótico de escolha no tratamento e prevenção de infecções estreptocócicas, incluindo a profilaxia da febre reumática. Acefalexina é geralmente eficaz na erradicação de estreptococos da nasofaringe; contudo, dados substanciais estabelecendo aeficácia da cefalexina na prevenção tanto da febre reumática ou da endocardite bacteriana não estão disponíveis até o momento).
- Otite média devida a S. pneumoniae, H. influenzae, estafilococos, estreptococos e M.catarrhalis.
- Infecções da pele e tecidos moles causadas por estafilococos e/ou estreptococos.
- Infecções ósseas causadas por estafilococos e/ou P. mirabilis.
- Infecções dotrato geniturinário incluindo prostatite aguda, causadas por E.coli, P. mirabilis e Klebsiella pneumoniae.
- Infecções dentárias causadas por estafilococos e/ou estreptococos.
Nota: Deverão ser realizados testes de sensibilidade à Cefalexina e culturas apropriadas do microrganismo causador. Estudos da função renal devem ser efetuados quando indicado.
Reações Adversas: Gastrointestinais:...
tracking img