farmacologia ufpe

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 63 (15675 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de julho de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
IIc
Princípios de Farmacologia do
Sistema Nervoso Central

11
Farmacologia da Neurotransmissão
GABAérgica e Glutamatérgica
Stuart A. Forman, Janet Chou, Gary R. Strichartz e Eng H. Lo

Introdução
Caso
Neurotransmissão GABAérgica e Glutamatérgica: Considerações
Gerais
Fisiologia da Neurotransmissão GABAérgica
Metabolismo do GABA
Receptores de GABA
Receptores Ionotrópicos de GABA:GABAA e GABAC
Receptores Metabotrópicos de GABA: GABAB
Classes e Agentes Farmacológicos que Afetam a Neurotransmissão
GABAérgica
Inibidores do Metabolismo do GABA
Agonistas e Antagonistas dos Receptores GABA A
Moduladores dos Receptores GABA A
Benzodiazepínicos
Barbitúricos
Etomidato, Propofol e Alfaxalona

INTRODUÇÃO
Os neurotransmissores inibitórios e excitatórios regulam uma
sériediversificada de processos do comportamento, incluindo
sono, aprendizagem, memória e sensação da dor. Os neurotransmissores inibitórios e excitatórios também estão implicados em diversos processos patológicos, como a epilepsia e

Agonistas e Antagonistas dos Receptores GABAB
Usos de Drogas sem Prescrição que Alteram a Fisiologia do
GABA
Etanol
Hidrato de Cloral e Flunitrazepam
Fisiologia daNeurotransmissão Glutamatérgica
Metabolismo do Glutamato
Receptores de Glutamato
Receptores Ionotrópicos de Glutamato
Receptores Metabotrópicos de Glutamato
Fisiopatologia e Farmacologia da Neurotransmissão Glutamatérgica
Doenças Neurodegenerativas
Acidente Vascular Cerebral e Traumatismo
Hiperalgesia
Epilepsia
Conclusão e Perspectivas Futuras
Leituras Sugeridas

a neurotoxicidade.As interações entre os canais iônicos, os
receptores que regulam esses canais e os neurotransmissores
de aminoácidos no sistema nervoso central (SNC) constituem
a base molecular desses processos. Este capítulo irá discutir
a fisiologia, a fisiopatologia e a farmacologia dos dois sistemas mais importantes de neurotransmissão de aminoácidos no
SNC, que envolvem o ácido �-aminobutírico (GABA) e oglutamato.

Farmacologia da Neurotransmissão GABAérgica e Glutamatérgica

QUESTÕES
� 1. De que maneira os barbitúricos atuam para controlar as
crises epilépticas e induzir o sono?
� 2. Como a idade do paciente afeta o grau de depressão do
SNC causada pelos barbitúricos?
� 3. Qual a interação entre barbitúricos e etanol que resulta em
profunda depressão do SNC e respiratória?
� 4.Quais os sinais de intoxicação por barbitúricos, e como esses
sinais são explicados pelo mecanismo de ação desses fármacos?

NEUROTRANSMISSÃO GABAÉRGICA E
GLUTAMATÉRGICA: CONSIDERAÇÕES GERAIS
O SNC apresenta altas concentrações de determinados aminoácidos que se ligam a receptores pós-sinápticos, atuando, assim,
como neurotransmissores inibitórios ou excitatórios. Das duas
classes principaisde aminoácidos neuroativos, o ácido �aminobutírico (GABA) é o principal aminoácido inibitório,
enquanto o glutamato é o principal aminoácido excitatório.
Os neurotransmissores de aminoácidos produzem respostas
inibitórias ou excitatórias através de uma alteração na condutância de um ou mais canais iônicos seletivos. Os neurotransmissores inibitórios deflagram uma corrente de saída seletiva.
Porexemplo, os neurotransmissores inibitórios podem abrir os
canais de K+ ou os canais de Cl– para induzir o efluxo de K+ ou o
influxo de Cl–, respectivamente. Ambos os tipos de movimento
de íons—a perda de cátions intracelulares ou o ganho de ânions
intracelulares—resultam em hiperpolarização da membrana e
diminuição da resistência da membrana (Fig. 11.1).
Por outro lado, um neurotransmissorexcitatório pode abrir
um canal específico de cátions, como o canal de sódio, causando, dessa maneira, um influxo efetivo de íons sódio que
despolariza a membrana. Alternativamente, pode-se observar
uma resposta excitatória (despolarizante) quando um neurotransmissor induz o fechamento de “canais de extravasamento”
de potássio para reduzir o fluxo de saída de íons potássio (ver
Cap. 6)....
tracking img