Familia klein, casas bahia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3809 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
ANÁLISE DO MODELO ESTRATÉGICO DAS CASAS BAHIA: o sucesso de vender bem Maria Elaine Avelisio da Costa1, Renata Cunha1, Roberto Silva1, Vilma da Silva Santos2, Edson Aparecida de Araújo Querido Oliveira3
Pós-graduado em MBA em Gerência Financeira e Controladoria - Programa de Pós-graduação em Administração - PPGA - Universidade de Taubaté – Rua Visconde do Rio Branco, 210 Centro - 12020-040 –Taubaté/SP – Brasil – elaine@unicred-taubate.com.br - olivcunha@bol.com.brroberto.silva@masoneilan.com
2 1

Professora do Programa de Pós-graduação em Administração - PPGA - Universidade de Taubaté – Rua Visconde do Rio Branco, 210 Centro - 12020-040 – Taubaté/SP – vilma70@gmail.com
3

Orientador - Professor do Programa de Pós Graduação em Administração - PPGA - Universidade de Taubaté – RuaVisconde do Rio Branco, 210 Centro - 12020-040 - Taubaté/SP - Brasil – edson@unitau.br Resumo: A estabilização da economia experimentada após um período de grande inflação, permitiu às empresas de um modo geral, expandir-se nestes 14 anos da era do Real, com o surgimento de um grande número de conglomerados empresariais em todos os setores, dentre eles o comércio varejista; depois de duas décadas,podemos observar que o setor apresentou fortes mudanças, com o surgimento de grandes redes de varejo, com vendas crescentes impulsionadas pelo aumento do número de consumidores que ascenderam ao mundo do consumo. Nesse contexto, para a análise da gestão empresarial das lojas Casas Bahia, realizou-se uma pesquisa bibliográfica exploratória com estudo de caso, concluindo que a rede varejista dopolonês Samuel Klein, na contramão de todas as técnicas de gestão modernas, sobrevive e lidera este mercado com uma folga imensa, e com o diferencial principal de ser um vendedor voltado às pessoas de baixa renda, que em geral não conseguem comprovar renda. Com isso veremos qual o segredo do sucesso da empresa num mercado considerado, por muitas companhias, de alto risco pela propensão à inadimplênciados consumidores, mas que consumiu R$ 372 bilhões de reais em 2003. Palavras-Chave: Vendas. Sucesso. Mercado. Área do Conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas. Introdução A empresa tem gestão familiar, e não abre mão disso; apesar de ser considerada ultrapassada, este tipo de gestão tem dado certo na empresa, apesar dos percalços ocorridos durante a sua existência. Em 1997, durante um período decrise, a empresa, enfrentando problemas de liquidez e desconfiança dos agentes do mercado (bancos e fornecedores), foi obrigada a efetuar algumas correções em sua rota, revisando o giro dos estoques de 60 para 45 dias, fechando lojas deficitárias, e demitindo mais de 2.000 funcionários. Isto causou um clima de desconfiança no mercado, que passou a questionar o endividamento e os números apresentadospela empresa, chegando alguns bancos a fechar as portas para a companhia. Com uma estrutura extremamente fechada, o seu fundador, pela primeira vez, se viu obrigado a abrir a empresa para uma auditoria externa. Segundo especialistas, o seu crescimento, com a aquisição de diversas empresas, neste período foi construído em cima de dívidas, o que não era visto com bons olhos pelos seus credores.Esta abertura, na verdade, ocorreu por orientação do Unibanco, que alguns meses depois coordenou uma operação de lançamento de debêntures no valor de US$ 250 milhões, que foram recomprados pela empresa num prazo de dois anos. Apesar deste pequeno detalhe, a empresa continuou apostando na sua fórmula de sucesso, que se concentra em vender para a população de baixa renda, com 85% das vendasfinanciadas. A empresa procura ser sempre fiel às suas tradições e não desvia o foco do que realmente interessa, que é vender em grandes quantidades e a preços competitivos com fartura de crédito a população de baixa renda. Metodologia A pesquisa teve como base o levantamento bibliográfico exploratório e, a partir disso, foi desenvolvida um estudo de caso com base num “case” das Casas Bahia.

XII...
tracking img