Falacias

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2334 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
|[pic] | | |
| |UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS | |
| |ESCOLA DE ENGENHARIA ELÉTRICA E DE COMPUTAÇÃO ||













FALÁCIAS


ANDERSON ADRIANO SANTOS SILVA
DANILLO DA SILVA GONTIJO
IGHOR AUGUSTO BARRETO CÂNDIDO
LEANDRO MARQUES BONIFÁFIO DE LIMA
LUCAS DOS REIS ALMEIDA































GOIÂNIA


JUNHO - 2009





ANDERSON ADRIANO SANTOS SILVA, DANILLO DA SILVA GONTIJO, IGHOR AUGUSTO BARRETO CÂNDIDO,LEANDRO MARQUES BONIFÁFIO DE LIMA, LUCAS DOS REIS ALMEIDA













FALÁCIAS















Trabalho de Graduação apresentado ao Professor Dr. Cássio Vinhal da disciplina Fundamentos de Lógica da turma noturna 1o Período do curso de Engenharia de Computação.











UFG
Goiânia - 30/06/2009SUMÁRIO




1- INTRODUÇÃO p.3


2- RACIOCÍNIO CIRCULAR OU PETIÇÃO DE PRINCÍPIOS p.4


3- EGOCENTRISMO IDEOLÓGICO p.4


4- SUPERSIMPLIFIÇÃO OU RACIOCÍNIO “8 OU80” p.5


5- GENERALISAÇÃO APRESSADA p.6


6- ATAQUE PESSOAL OU ARGUMENTO AD HOMINEM p.6


7- APELO À IGNORÂNCIA p.7


8- APELO À MULTIDÃOp.7


9- APELO AO MEDO OU ARGUMENTO AD BACULUM p.8


10 – APELO À TRADIÇÃO p.8


11 – APELO À AUTORIDADEp.9


12 – EUFEMISMOS p.9


13- PREMISSAS CONTRADITÓRIAS p.10


14 – REDUÇÃO AO ABSURDO p.10


15- CONCLUSÃOp.11


16- BIBLIOGRAFIA p.11
3
1-INTRODUÇÃO
Segundo Othon M. Garcia, “ainda que cometamos um número infinito de erros, só há, na verdade, do ponto de vista lógico, duas maneiras de errar: raciocinandomal com dados corretos ou raciocinando bem com dados falsos. (Haverá certamente uma terceira maneira de errar: raciocinando mal com dados falsos). O erro pode, portanto, resultar de um vício de forma – raciocinar mal com dados corretos – ou de matéria – raciocinar bem com dados falsos.” De acordo com o mesmo autor, o que diferencia o sofisma da falácia, é que, embora ambos sejam basicamenteraciocínios errados, a falácia é involuntária. Ao passo que o sofisma tem como objetivo induzir a audiência ao engano, o raciocínio falacioso decorre de uma falha de quem argumenta. Quem usa sofismas, sabe o que está fazendo quando, por exemplo, tenta nos empurrar uma conclusão para a qual não dispõe de dados ou demonstrações suficientes. Quem se vale de falácias, por sua vez, simplesmente se...
tracking img